Internet e SMS são principais serviços de valor adicionado, diz Marco Quatorze

O diretor de SVA inovação e roaming da América Móvil apresentou nesta quinta, 21, no 8º Tela Viva Móvel, realizado pela Converge Comunicações em São Paulo, uma comparação do desenvolvimento do mercado de serviços de valor adicionado entre os países da região. Quartoze (que exerceu a mesma função na subsídiária do grupo no Brasil, a Claro) mostro que o país ainda tem muito a crescer nessa área. Para ele, os serviços de valor adicionado que têm mostrado maior potencial de receita para as operadoras são Internet e SMS, mas o portfólio completo é necessário para que se possa ter receitas expressivas entre todos os usuários.
O percentual de receita de SVA na receita total das operadoras da América Móvil na Argentina é de 35% na operação local da empresa, sendo que 80% vem das receitas com SMS. No México, o percentual total de SVA é de 20%. No Brasil, apenas 11% da receita total, dos quais 20% são fruto dos serviços de SMS; o Equador também tem uma participação maior que a brasileira. "A receita média de valor agregado na Argentina é de quase US$ 4", comentou o executivo. Aliás quando o assunto é Arpu, de acordo com os dados apresentados por Quatorze, o Brasil apresenta um dos menores da região, assim como o MOU (média de minutos por usuário) que fica ainda mais abaixo. A razão para isso é o elevado preço das tarifas, que por sua vez é penalizado pela alta carga tributária.
SMS

Notícias relacionadas
Quatorze foi bastante crítico com relação ao crescimento do volume de SMS trafegado no Brasil, cujo desenvolvimento para ele passa pela redução da tarifa, que no Brasil tem um componente complicado que é a carga tributária. Essa foi uma das bandeira que o executivo ergueu durante o tempo em que trabalhava no país. No entanto, para ele isso significa aceitar uma perda inicial de receitas. "O que acontece é que no primeiro momento as operadoras ganham um pouco menos, mas isso se compensa com o crescimento da base". Quatorze lembra também que o aumento do tráfego de SMS não significa necessariamente aumento de receita para a operadora, porque muitos usuários trocam tráfego de voz por mensagens. "Mas o custo de operação da rede para SMS é muito menor".
Ele entende que o Brasil "perdeu o ciuclo do SMS". "Para mim essa é uma oportunidade perdida, ainda mais quando a gente lembra que algumas operadoras estão tendo problemas de capacidade de espectro", diz ele.
Alto preço
A razão para o Brasil ter ficado pra trás, o que siginificou também a baixa participação da receitas de SVA na receita total no Brasil, é o preço das mensagens em si e em relação as tarifas de voz. No Brasil o SMS custa cerca de R$ 0,30, enquanto que o minuto de voz cerca de R$ 0,80. No entanto, com as recorrentes promoções que as operadoras oferecem a tarifa de voz pode chegar a cerca de R$ 0,30. "O SMS fica caro".
Na Argentina a coisa é diferente. Cada mensagem custa cerca de US$ 0,04, contra US$ 0,13 no Brasil. O resultado é que cada cliente envia cerca de 150 mensagens por mês, enquanto no Brasil essa média é de cinco ou seis. Outro país que é forte em SMS é o México. Na rede da Telcel trafegam cerca de 3 bilhões de mensagens por mês, a US$ 0,05 cada uma. "No Brasil se pegar todas as operadoras, deva dar 1 bilhão", compara.
Quatorze explica que é mais difícil baixar o preço do SMS no Brasil porque o mercado é muito competitivo, onde cada operadora tem cerca de 25% do mercado. Sendo assim, se uma delas baixa o preço o movimento não é suficiente para alavancar o serviço no mercado como um todo. Na Colombia, diz Quatorze, onde a subsidiária da America Móvil tem 75% do mercado a redução do preço fez com que o concorrente reduzisse também. "Num primeiro momento baixar o preço significa perder receita. Depois a elasticidade compensa de maneira irreversível", diz ele.
Quatorze diz que não há uma correlação entre envio de SMS e download de conteúdo. No México, por exemplo, o uso de download é baixo, embora seja alta a utilização de SMS. O executivo por outro lado vê uma correlação clara entre preço e utilização do SMS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.