Redefinição de estratégias deixam Embratel e Telemar fora da Telexpo

A Embratel e a Telemar foram as grandes ausentes entre as operadoras desta edição da Telexpo, apesar de terem reservado área para o evento. As duas empresas passam no momento por um reposicionamento interno em relação aos seus investimentos para este ano e, por isso, decidiram cancelar a participação na feira, diz o diretor de negócios da Advanstar (organizadora da Telexpo), Aderbal Bonturi Pereira. Ficaram de fora ainda grandes fornecedores como Alcatel e Qualcomm. A Philips comprou uma grande área que também permaneceu vazia durante o evento. As prestadoras de SLE Pegasus, Impsat e Eletronet, outras tradicionais participantes da Telexpo, completam a lista de ausentes este ano. Do total de 80 mil a 90 mil visitantes estimados para a edição da Telexpo deste ano, cerca de 60% são do setor de telecomunicações e 40% são da área de tecnologia da informação (TI). Na edição do ano passado, a proporção foi de 80% de visitantes de telecomunicações e 20% de TI. A explicação, segundo Aberbal Bonturi Pereira, é a convergência dos meios de telecomunicações com a tecnologia da informação. Pela projeção inicial da Advanstar, conforme dados recolhidos no cadastramento dos visitantes, o poder de compra dos executivos chega a um volume total de R$ 6 bilhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.