Verizon anuncia acordo para compra do Yahoo, mas reduz preço em US$ 350 milhões

A operadora norte-americana Verizon finalmente anunciou ter finalizado o acordo para comprar o Yahoo, mas não sem antes estabelecer uma emenda nos termos para reduzir em US$ 350 milhões o preço final, totalizando a oferta em US$ 4,48 bilhões. A redução do preço ocorreu após um segundo anúncio em dezembro último de vazamento de dados pessoais de um bilhão de contas – antes, em 2014, a companhia havia informado que 500 milhões de contas haviam sido comprometidas. Segundo comunicado das empresas nesta terça-feira, 21, a transação agora tem previsão de conclusão no segundo trimestre deste ano.

No comunicado, a vice-presidente executiva da Verizon, Marni Walden, reiterou que a fusão "sempre fez sentido estratégico", ressaltando a absorção de talentos e expansão do portfólio em publicidade digital. A CEO do Yahoo, Marissa Mayer, declarou que a transação permitirá a aceleração das operações da empresa no ambiente móvel. Pelo acordo, o Yahoo terá 50% de responsabilidade por quaisquer passivos financeiros ocorridos após a conclusão do negócio relacionados a investigações governamentais relacionadas aos vazamentos de dados. Investigações partindo dos próprios acionistas ou da entidade de mercado SEC continuarão sendo de inteira responsabilidade da empresa de tecnologia.

A transação, anunciada em 23 de julho do ano passado, é mais uma amostra da tendência do mercado norte-americano de fusões entre operadoras e companhias de mídia e conteúdo. Antes, a Verizon já havia adquirido a AOL em junho de 2015 por US$ 4,4 bilhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.