BlackBerry quer atrair mais desenvolvedores para o BB 10

A loja de aplicativos BlackBerry World já conta com mais de 70 mil aplicativos desenvolvidos para o sistema BB 10 no Brasil, segundo informou a empresa nesta quinta-feira, 21, em coletiva para a imprensa. Mas há ainda mais programas que deverão ser publicados em breve, já que a companhia canadense afirma que há muitos aguardando aprovação. “A gente tem uma fila muito grande de apps, estamos suando a camisa para aprovar”, afirma o promotora da fabricante, Demian Borba. O processo possui etapa manual, com funcionários testando os programas, e automática, com scripts de teste de segurança contra malwares. Contando as demais plataformas, a loja já possui mais de 90 mil aplicativos disponíveis.

A estratégia da BlackBerry é atrair desenvolvedores com facilidades, já que a publicação é gratuita e as linguagens disponíveis atendem a várias demandas. O desenvolvedor é quem escolhe se a distribuição será feita na loja mundial ou específica para uma região ou País. Outro argumento utilizado pela companhia é a facilidade de programação: o BB 10 aceita apps escritos em HTLM5, C++ (código nativo), Adobe Air e Android, que funciona nativamente (ou seja, não emulado) com pequenas adaptações. É possível ainda converter aplicativos originais para o PlayBook, o tablet da empresa. Além disso, Borba cita uma pesquisa do Yankee Research Group que afirma que os aplicativos para BB 10 geram 40% mais receita do que os feitos para o sistema do Google.

Enterprise

Mas se a BlackBerry aposta na oferta de aplicativos para o usuário final, o mercado corporativo não foi esquecido. O sistema novo conta com os módulos separados dentro do próprio aparelho, que permite a troca de perfil pessoal e de trabalho, facilitando o gerenciamento dos dispositivos pela equipe de TI. A compatibilidade com soluções típicas de enterprise, como Cisco WebEx e segurança com túnel VPN para conexão em Intranet, continua o legado das antigas versões do sistema operacional.

A concorrência com outros players s no Brasil não assusta a empresa. “A nossa primeira resposta para a Samsung e a todo o mercado é trazer o Z10 para a América Latina”, afirma o gerente de marketing da BlackBerry, Adriano Lino. “Há muita gente hoje questionando a segurança do Android”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.