Um Telecom coloca ESG como parte natural da estratégia de operação

Nesta semana, a provedora regional Um Telecom divulgou um projeto com a geração de energia solar que deverá ser responsável por 80% do consumo energético da companhia. Mas não é a única meta de ESG que a empresa de Recife possui. Em conversa com o TELETIME nesta sexta-feira, 21, a gestora de marketing e ESG, Raquel Scarano, e o diretor adjunto de controladoria, Adilson Gadelha, mostram que é possível incorporar a cultura de sustentabilidade, social e governança para a ISPs. 

Scarano destaca que a Um Telecom já nasceu com algumas das iniciativas sustentáveis, mas agora passou a "envelopar" tudo no padrão de ESG. Ela própria, inclusive, um exemplo de posição de liderança considerando uma composição mais diversa na empresa. 

Para a gestora de marketing e ESG, apesar de ter acontecido uma evolução natural nessa estratégia para a companhia, está é uma tendência que será inevitável para o mercado de ISPs. Para o futuro, a expectativa é expandir essas iniciativas, como a capacitação profissional e a oferta de acesso em uma comunidade carente bem no Porto Digital, polo tecnológico da capital pernambucana e onde fica a sede da provedora. 

Notícias relacionadas

A geração fotovoltaica deverá também abastecer um futuro data center da Um Telecom. Gadelha coloca que a infraestrutura deverá ser localizada na Região Metropolitana do Recife, mas que isso não deverá afetar na efetividade do programa. Até porque o consumo em si é feito na rede comercial da distribuidora, e a energia gerada na usina em São Caetano, no agreste pernambucano, é enviada à concessionária em troca.

Confira mais na entrevista em vídeo abaixo. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.