América Latina teve cinco redes comerciais e ao menos 30 testes 5G em 2019

Durante o ano de 2019, cinco redes comerciais 5G foram lançadas em diferentes países da América Latina, enquanto pelo menos 30 testes da tecnologia ocorreram na região, com destaque para a experimentação em solo brasileiro. As informações estão em relatório sobre a quinta geração de redes publicado pela entidade setorial 5G Americas.

Dentre os serviços já em operação, foi destacada a rede comercial da estatal Antel ativada no departamento de Maldonado, no Uruguai. Primeira realização do gênero na América Latina, o upgrade de rede foi anunciado ainda em abril e utilizou a faixa de 28 GHz.

Notícias relacionadas

Na região, outras ativações só voltaram a ocorrer em dezembro: a partir dos 600 MHz, o serviço foi lançado em Porto Rico e nas Ilhas Virgens Americanas. Já em países como Trindad e Tobago e Suriname ocorreram anúncios do lançamento de redes 5G para serviço de acesso fixo sem fio (FWA), também no último mês do ano.

A 5G Americas também contabilizou ao menos 30 testes da tecnologia de quinta geração em 12 países diferentes da região. Do total, dez foram realizados no Brasil, onde todas as principais operadoras já promoveram demonstrações a partir da faixa de 3,5 GHz. A mesma frequência foi utilizada em ocasiões no Peru, onde quatro experimentações ocorreram.

O Chile também registrou quatro testes, sendo três a partir da faixa de 28 GHz. Vale lembrar que o país abriu uma chamada na semana passada para consulta pública do edital do leilão de 5G que a agência reguladora chilena Subsecretaria de Telecomunicações (Subtel) pretende realizar.

"É preciso considerar que existem testes da 5G que não são informados publicamente", pontuou a entidade responsável pelo levantamento. No México, apenas dois testes foram contabilizados, frente um único experimento na Argentina.

A maioria dos testes ocorreu a partir do terceiro trimestre de 2019, notou a 5G Americas. Além do uso de banda larga 5G em smartphones (eMBB), também constam sessões de realidade aumentada, aplicações de Internet das Coisas (IoT) para indústria e cidades inteligentes, testes de telessaúde e de banda larga sem fio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.