GVT vai brigar por mercado de longa distância em 2004

Uma das principais prioridades da GVT para o ano que vem é o mercado de longa distância de massa, corporativo e residencial. A espelho, que detém hoje uma participação pequena nesse segmento por não divulgar seu CSP (código de seleção de prestadora), mudará radicalmente de estratégia. Em abril a empresa lançará uma grande campanha de marketing no valor de R$ 15 milhões para divulgar seu código, (25), nas áreas onde atua ? região 2, São Paulo e, em breve, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. ?Já temos uma significativa base de 600 mil clientes em telefonia local. Está na hora de combinar isso com uma forte presença no segmento de longa distância?, disse o presidente da GVT, Amos Genish. A empresa fechou recentemente acordo com a Brasil Telecom para o co-faturamento de suas chamadas de longa distância nas contas da concessionária local.
A GVT investirá pesado em sua rede para poder suportar o aumento do tráfego de longa distância. O executivo disse que os gastos estão incluídos nos R$ 500 milhões que a espelho anunciou para o período entre 2004 e 2006. A expectativa de Genish é de que em dois ou três anos o segmento de longa distância passe representar entre 20% e 25% da receita da GVT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.