Ainda faltam definições para o unbundling

Quando Brasil Telecom, Telefônica e Telemar anunciaram seus serviços DSL, receberam das carriers de longa distância o pedido de compartilhamento da última milha. Nada mais natural que o mesmo ocorra à GVT. E a resposta da operadora é incisiva: "ainda faltam definições quanto aos aspectos comerciais para que compartilhemos nossa rede. Mas, quando a regulamentação estiver pronta, devemos segui-la", diz Shaul Shani. O CEO da operação no Brasil, Amos Genish, não gosta da idéia de compartilhar a última milha com uma operadora de longa distância como Embratel ou Intelig. "Nos EUA, isto não ocorre. Acredito que aqui aconteça o mesmo. A última milha é o nosso diferencial", diz ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.