Canais digitais respondem por mais de 60% das recargas na TIM

[Publicado originalmente no Mobile Time] Antes da pandemia do novo coronavírus, os canais digitais representavam 40% das recargas na TIM. Atualmente, este número está acima de 60%. O aumento acontece graças ao Pix, arranjo de pagamento que nasceu há um ano e já é um dos principais meios para a transação.

"Houve uma aceleração da digitalização do dinheiro muito grande no último ano. O Pix já é tão grande [na TIM] quanto cartão de crédito e lotérica e cresce 10% ao mês. Ele vai passar em breve e se tornar, junto com os bancos, nosso maior canal de pagamento", afirmou Renato Ciuchini, vice-presidente de estratégia e transformação da TIM, durante sua participação no MobiFinance, evento organizado por Mobile Time nesta quarta-feira, 20.

Uma outra curiosidade apontada pelo executivo da operadora é que os líderes de recargas com Pix são duas fintechs, não bancos tradicionais. Entre elas, está o C6 Bank (Android, iOS), banco digital parceiro da TIM. "Isso mostra a mudança do comportamento do consumidor", explicou.

Notícias relacionadas

O avanço do Pix também está atrelado ao fato de que se trata de um arranjo mais barato para as empresas e por isso mais incentivado também, uma vez que reduz o custo de arrecadação. Ou seja, além de ter caído no gosto do freguês e ser um meio mais em conta para as empresas, ainda existe espaço para crescer. "Ainda há muito dinheiro para ser digitalizado", disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.