Para Lula, Portugal Telecom informa fim da oferta pública

Durante audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na terça-feira, 19, o presidente mundial do Grupo Portugal Telecom, Miguel Horta e Costa, informou que seu grupo, juntamente com a Telefónica Móviles (ambos controladores da Vivo), concluiu uma oferta pública de ações (OPA) da ordem de Є 400 milhões (R$ 1,5 bilhão) que permitiu o aumento na participação acionária das empresas que compõem a Vivo – operadora que está com quase 25 milhões de clientes. Além disto, Horta e Costa reafirmou a intenção de realizar negócios de longo prazo no País e destacou os investimentos já executados.
O executivo reiterou também a confiança do grupo no desenvolvimento econômico e social do Brasil. Participaram da audiência os ministros das Comunicações, Eunício Oliveira, e do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan.

Telefônica

Notícias relacionadas

Quem também esteve com Lula foi o presidente da Telefônica mundial, César Alierta, que reiterou o projeto de investimentos do grupo no Brasil prevendo R$ 2,5 bilhões para 2005, sendo R$ 1,5 bilhão para a rede fixa e R$ 1 bilhão para a operação móvel. Alierta expôs a Lula investimentos de R$ 18 bilhão feitos desde 1998 na compra de ativos e R$ 19 bilhões nas redes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.