BlackBerry prevê perdas de quase US$ 1 bilhão no trimestre e confirma cortes

A BlackBerry confirmou nesta sexta-feira, 20, a previsão de uma perda líquida de entre US$ 950 milhões e US$ 995 milhões durante o segundo trimestre do ano fiscal de 2014, encerrado em 31 de agosto. O valor inclui inventário e provisionamentos de reestruturação (sem eles, o valor fica entre US$ 250 milhões e US$ 265 milhões), e é baseada em estimativa não-auditada dos seus resultados, que mostram o que o mercado já vem especulando há algum tempo: a companhia canadense enfrenta cada vez mais dificuldades para achar saídas estratégicas.

A BlackBerry atribui as perdas justamente à concorrência no negócio de hardware. Isso se refletiu nas vendas no período, que caíram pela metade: saíram de 7,4 milhões de aparelhos no ano passado para 3,7 milhões atuais. Em receitas, a empresa obteve US$ 1,6 bilhão no período – 50% das quais serão provenientes de serviços. Isso representa uma queda de 45% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, quando as receitas foram de US$ 2,9 bilhões.

No informe da prévia do resultado, a ex-Research In Motion (RIM) confirmou ainda os boatos desta semana sobre a demissão de 40% da sua força de trabalho global. Cerca de 4,5 mil funcionários serão dispensados, segundo a companhia. O objetivo final é de reduzir em 50% as despesas operacionais até o término do primeiro trimestre do ano fiscal de 2015. Como resultado, a empresa terá sete mil funcionários no mundo todo. Procurada por este noticiário, a BlackBerry Brasil ainda não havia se pronunciado até o final da tarde desta sexta.

Em relação à estratégia de produtos, a BlackBerry anunciou também a transição de seu portfólio de smartphones, que reduzirá de seis para quatro aparelhos, continuando a dar foco maior no mercado corporativo, incluindo dois dispositivos top de linha e dois de entrada, todos com tela touchscreen e teclado Qwerty. O BlackBerry Z10, antes flagship da companhia canadense, será introduzido agora para um público "mais amplo" e será reposicionado como smartphone de entrada.

"Estamos implementando as difíceis, mas necessárias, mudanças operacionais anunciadas hoje para enfrentar a nossa posição em uma indústria amadurecida e mais competitiva, e para conduzir a empresa para a rentabilidade", disse Thorsten Heins, presidente e CEO da BlackBerry. A empresa disse, no comunicado, que o "Comitê Especial do Board de Diretores da Companhia continua a avaliar todas as alternativas estratégicas". Os resultados oficiais do segundo trimestre fiscal serão divulgados no dia 27 de setembro.

Reação do mercado

As negociações das ações da BlackBerry foram interrompidas por volta das 16h (horário de Brasília) desta sexta-feira, 20, na bolsa eletrônica Nasdaq, após o comunicado de perdas da empresa. Os papéis estavam cotados a US$ 10,27, queda de 2,38%, no momento da parada, e por volta das 16h30, quando as negociações foram retomadas, despencaram mais de 20%, negociados a US$ 8,22.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.