Navita estuda compra de desenvolvedores de aplicativos corporativos

A Navita, empresa brasileira especializada em gestão de servidores BlackBerry, está interessada em adquirir desenvolvedores de aplicativos móveis corporativos. O foco é em companhias nacionais com faturamento anual acima de R$ 500 mil e grande potencial de crescimento. "A ideia não é ganhar escala, mas complementar a nossa oferta", explica o diretor executivo da Navita, Roberto Dariva. Ele cita, por exemplo, o interesse na área de aplicativos para pequenas e médias empresas e reconhece que agregaria valor à Navita a aquisição de um desenvolvedor especializado em alguma plataforma diferente da Blackberry.
O executivo informa ter sentado para conversar com cerca de dez diferentes empresas que foram selecionadas como potenciais candidatas a serem adquiridas. Após as conversas iniciais, restaram quatro com quem a Navita segue negociando. "Buscamos uma empresa de aplicativos e uma de serviços", detalha Dariva. A expectativa é definir os nomes das companhias a serem adquiridas até outubro. Em princípio, as empresas que forem compradas continuarão operando separadamente da Navita, como unidades independentes.
A Navita dispõe de pouco mais de R$ 2,5 milhões para esse projeto de aquisições. Boa parte veio do aporte financeiro recebido do fundo Invest Tech, no ano passado, complementada pela geração de caixa da própria empresa.
Receita
A Navita estima que seu faturamento em 2010 crescerá 120%, superando a marca de R$ 10 milhões. Somente no primeiro semestre o crescimento foi de 180% em comparação com o mesmo período do ano passado, revela Dariva. Em 2009 a Navita registrou uma receita próxima a R$ 5 milhões. A empresa conta hoje com cerca de 80 funcionários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.