Relator da MP de 'reoneração' da folha quer manter benefício para TI e call center

A Comissão Mista do Congresso Nacional que analisa a Medida Provisória 774/2017, que acaba com a desoneração da folha de pagamento de diversos setores, adiou em mais uma semana a votação do parecer. O senador Airton Sandoval (PSDB-SP) relator da matéria, defende a manutenção do benefício pelo menos para os setores inicialmente contemplados com a desoneração, em 2011: tecnologia da informação, teleatendimento (call center), calçados e vestuário.

A estimativa dos empresários ouvidos pela comissão mista que analisa a MP é de 280 mil desempregados com o fim da desoneração apenas nesses setores. O relatório também mantém o benefício paras indústrias de defesa.

A posição do relator é de que a vigência ocorra apenas a partir de 1º de janeiro de 2018. "A vigência no meio do exercício financeiro [1º de julho] é o que mais me incomodou", afirmou o senador, avaliando que a medida editada pelo governo pode gerar prejuízos para o planejamento das empresas.

O relator disse que vai aproveitar o prazo extra para continuar negociando com o governo para a inclusão dos setores no benefício.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.