Resistências do governo à MP da Oi estariam equacionadas; medida deve ser publicada nos próximos dias

Segundo apurou este noticiário, estão praticamente desfeitas as principais resistências dentro dos diferentes ministérios à edição da Medida Provisória que assegurará a renegociação das dívidas da Oi com a AGU que já estão judicializadas (cerca de R$ 7 bilhões) e abrir a possibilidade de intervenção em toda a empresa (e não apenas na concessionária). A expectativa é que essa MP saia na próxima semana, segundo apurou este noticiário. E é certo que a MP não virá acompanhada de nenhuma intervenção na empresa, pelo menos por enquanto.

O entendimento junto à Anatel e o governo é que a MP é essencial para catalisar o processo de recuperação judicial e também de capitalização da empresa, seja na forma de aumento de capital, seja na entrada de um parceiro estratégico. O ponto central para que isso aconteça é a segurança de que a dívida com o governo será equacionada. A possibilidade de intervenção ficaria apenas como um plano B caso a solução de mercado não venha.

Mas existe a convicção dentro do governo de que a Oi já passou do ponto de que poderá se resolver sua situação apenas com a renegociação da dívida. A empresa já teria chegado em um ponto em que suas necessidades de investimento para voltar a ser competitiva superam a sua capacidade de geração de caixa, por isso precisa de dinheiro novo, e não apenas um ajuste na dívida.

Este noticiário apurou que a Anatel efetivamente não vê um processo de degradação dos indicadores de qualidade da Oi que justifique a intervenção. Ao contrário, após o processo de recuperação judicial, os números têm apresentado melhoras. Mas a Oi é ainda a operadora que tem os piores indicadores entre as concorrentes na maior parte dos quesitos, o que significa que o esforço necessário para manter a empresa competitiva no mercado é maior do que é para as demais teles. E a tendência é que essa distância aumente enquanto a empresa vive o processo de recuperação.

4 COMENTÁRIOS

  1. Como uma operadora vai à falência? Impossível. É intencional, premeditado e com objetivos criminosos.
    Telefonia e internete são hoje tão necessárias quanto comida e água.
    Alguns estão ficando criminosamente milionários com a "falência" da Oi.

    • No Brasil os crimes de bilhões sempre ficam impunes. Aqui o socialismo dos ricos (prejuízos) é tão escandaloso que virou corriqueiro em noso " capitalismo de compadre". Claro, as intituições estão funcionando para alguns privilegiados.

Deixe uma resposta para MERI PAULA GUIDOTTI LOPES Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.