Telefónica e outras gigantes europeias firmam pacto Open RAN

Um grupo de operadoras da Europa formado por Telefónica, Deutsche Telekom, Orange e Vodafone anunciou um acordo de promoção conjunta para redes de acesso abertas e interoperáveis (Open RAN). O plano, que pede financiamento da União Europeia, prevê a implementação massiva do modelo a partir de 2022.

Em memorando de entendimento (MoU), as quatro empresas expressaram compromissos individuais com a implementação de RAN aberta no continente. "Esta iniciativa é um marco importante em direção a um ecossistema de fornecedores diversificado […] para uma implantação comercial oportuna na Europa", afirmou o grupo, em comunicado conjunto.

Nesse sentido, é objetivo que a Open RAN alcance rapidamente uma "paridade competitiva" com as soluções tradicionais de RAN, permitindo lançamentos comerciais massivos em 2022 . Para tal, está previsto um trabalho conjunto com a O-RAN Alliance, o consórcio Telecom Infra Project (TIP) liderado pelo Facebook, empresas de hardware, software e integração e institutos de pesquisa.

Na RAN tradicional, as redes de acesso utilizam tecnologia integrada, com rádios, hardware e software fornecidos por único fornecedor em solução proprietária fechada. Na Open RAN, padrões e especificações técnicas devem permitir interfaces abertas que possibilitem a combinação de componentes de diferentes fornecedores.

Financiamento

O grupo solicitou recursos da Comissão Europeia como forma de acelerar a implementação. "A Comissão Europeia e os governos nacionais têm um papel importante a desempenhar na promoção e desenvolvimento do ecossistema de RAN aberto, financiando implantações iniciais e pesquisa e desenvolvimento".

As empresas lembram que a própria Comissão Europeia estabeleceu a diversificação de fornecedores como prática a ser perseguida pela indústria, como consta em recomendação publicada em 2020. O documento cobrava estratégias para redução da influência de empresas de fora do bloco. Além da Europa, EUA e Japão também têm estratégias nacionais de Open RAN.

Rural e indoor

O quarteto de operadoras europeias pontuou que o acordo não terá reflexos comerciais e que está aberto para ingressos de novas empresas. Em três meses, um documento com diretrizes técnicas do pacto deve ser anunciado; ao longo de 2021, as empresas vão continuar realizando implementações localizadas de Open RAN, com foco em áreas rurais e ambientes indoor.

A Telefónica já tem realizado pilotos com o modelo em seus mercados prioritários, inclusive no Brasil, através da Vivo. Aqui, as cidades de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), que são vizinhas, foram as primeiras onde as provas em ambiente comercial ocorreram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.