Publicidade
Início COVID-19 Covid-19: Ministério das Comunicações também abriu diálogo com a Embaixada da China

Covid-19: Ministério das Comunicações também abriu diálogo com a Embaixada da China

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, também abriu um canal de diálogo com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming. Segundo nota oficial do Ministério das Comunicações, “no dia de hoje, foi realizada com o Embaixador, uma conferência telefônica com participação dos ministros da Saúde, da Agricultura e das Comunicações”. A nota do ministério trata das questões referentes aos insumos para as vacinas contra a Covid-19, mas a participação dos ministros da Agricultura e das Comunicações, além do ministro da Saúde, indica que a pauta pode ter envolvido outras questões relevantes da relação diplomática entre os dois países. Este noticiário confirmou junto a fontes de mercado que na conversa de Fábio Faria com Yang Wanming tratou da possibilidade de uma viagem do ministro das Comunicações à China. Faria viaja no próximo mês à Europa e Ásia para conhecer experiências de 5G, mas não havia confirmado a China, onde fica a sede da Huawei, em seu roteiro.

A nota do Ministério das Comunicações, contudo, é também um posicionamento do governo possivelmente em relação à interlocução aberta entre o embaixador da China e o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que trataram dos insumos da vacina e também da questão do 5G. Pelo menos é o tom que a nota dá a entender. O MCom escreve que “o Governo Federal é o único interlocutor oficial com o governo chinês”. Diz ainda que “o Ministério das Relações Exteriores, por meio da embaixada do Brasil em Pequim, tem mantido negociações com o Governo da China” em relação aos insumos.

Apesar de não haver uma relação direta entre vacinas e 5G, contornar as dificuldades que o Brasil enfrenta para viabilizar a importação da China dos insumos para a vacina da Covid-19 envolverá um esforço diplomático. Este esforço se complica com o agravamento dos atritos entre os dois países. Especialmente a questão do 5G é uma agenda importante para a China e sobre a qual o Brasil tem mandado mensagens dúbias, insinuando um possível banimento dos fornecedores chineses das redes da futura geração de banda larga móvel.

Veja a íntegra da nota do Ministério das Comunicações: 

NOTA OFICIAL

O Governo Federal vem tratando com seriedade todas as questões referentes ao fornecimento de insumos farmacêuticos para produção de vacinas (IFA).

O Ministério das Relações Exteriores, por meio da embaixada do Brasil em Pequim, tem mantido negociações com o Governo da China. Outros ministros do Governo Federal têm conversado com o Embaixador Yang Wanming.

No dia de hoje, foi realizada com o Embaixador, uma conferência telefônica com participação dos ministros da Saúde, da Agricultura e das Comunicações.

Ressalta-se que o Governo Federal é o único interlocutor oficial com o governo chinês.

Secretaria Especial de Comunicação
Ministério das Comunicações

1 COMENTÁRIO

  1. Quando o governo precisa de uma nota para lembrar que é o interlocutor oficial com outro governo é porque já lhe passaram a perna.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile