Sardenberg passa "recado" e diz que não houve controle vedado da Oi

Um fato curioso marcou a coletiva de imprensa em que a Anatel anunciou a decisão de conceder a anuência prévia para que a Oi adquirisse a Brasil Telecom.
Segundo palavras do embaixador Ronaldo Sardenberg, presidnete da Anatel, a coletiva serviria para "passar recados". Depois de dizer que a agência vinha sendo criticada ora por agir com "açodamento", ora por agir com "retardamento", minimizando assim as reclamações dos diversos setores envolvidos no processo, Sardenberg fez questão de dizer que não foi encontrada nenhuma irregularidade por parte da Oi durante o período de análise da agência.
A referência é com relação às suspeitas de controle vedado da concessionária sobre a BrT. Apesar da negativa do presidente, o Conselho Diretor aprovou há duas semanas que a área técnica se aprofunde nas investigações de indícios de existência de controle vedado por parte da Oi. Depois dos comentários, Sardenberg completou: "Dei vários recados aqui, vocês (jornalistas) perceberam, que eu gostaria que fossem transmitidos à opinião pública". A maioria dos presentes não conseguiu localizar com clareza do que se tratavam os "recados".

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.