Viasat assume controle de empresa europeia que detinha com Eutelsat

A operadora satelital Viasat anunciou a aquisição do total do capital da empresa de atacado Euro Broadband Infrastructure (EBI). A companhia detinha participação de 49%, enquanto os demais 51% eram detidos pela Eutelsat. Segundo a operadora nesta quinta-feira, 19, a aquisição (e fim da parceria com a concorrente) tem como objetivo acelerar a estratégia de banda larga na Europa antes do lançamento do satélite da classe ViaSat-3, em 2022. 

A transação, que dá agora à Viasat o controle total, com 100% do capital da EBI, teve valor de 140 milhões de euros, sujeitos a ajustes de capital e dívida líquidos. A compra será feita com caixa disponível, resultando em 50 milhões de euros de retirada de caixa e aproximadamente 90 milhões de euros do caixa da própria EBI à vista. 

O fechamento da operação é esperado para o primeiro trimestre de 2021, a depender das aprovações usuais necessárias. Dois anos depois da transação, o valor total poderá ser ajustado para mais ou para menos 20 milhões de euros, a depender do desempenho de certas métricas financeiras da EBI.

Controle de satélite

Com a operação, a Viasat passa a deter também o satélite KA-SAT, além de infraestrutura relacionadas que eram inicialmente da Eutelsat. O acordo prevê que a Eutelsat continue prestando serviços por um período transacional, incluindo a operação terrestre desse satélite. A Viasat/EBI, por sua vez, vão assumir a base de assinantes da divisão Bigblu Broadband Europe, até então da Eutelsat.

A EBI atua no atacado nos mercados da Europa e Mediterrâneo. Com a aquisição a Viasat espera ampliar a penetração e capacidade de negócios – ela já atua em alguns países com banda larga residencial, como Espanha, Noruega e Polônia, além de serviços de conexão embarcada em aeronaves (IFC, na sigla em inglês) em sete países europeus. Será nesse contexto que a operadora lançará o segundo satélite da classe ViaSat-3 em 2022, que deverá cobrir a Europa, Oriente Médio e África.

"Ao conseguir controle total do KA-SAT, a Viasat poderá expandir mais o crescimento do negócio de mobilidade, assim como estabelecer operações e presença de mercado antes do lançamento do serviço do ViaSat-3, incluindo a introdução de novas capacidades que permitem serviços residenciais de alta capacidade e velocidade 'tipo ViaSat-3' em seletos mercados europeus", declara em comunicado o COO da operadora, Keven Lippert.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.