Telefónica Global Solutions vai distribuir Internet via satélite da Viasat no Brasil

Leandro Gaunszer, diretor geral da Viasat Brasil. Foto: Tiago Queiroz

Unidade de atacado, roaming e clientes internacionais da Telefónica, a Telefónica Global Solutions (TGS) é a nova parceira de distribuição dos serviços de Internet via satélite da Viasat no Brasil.

O acordo de atacado assinado entre as duas empresas deve envolver atendimento de serviços corporativos (B2B), de missão crítica e backhaul de celular, inclusive para a Vivo e outras parcerias da Telefónica no Brasil. A Viasat fornece serviço de Internet via satélite a partir de capacidade do SGDC-1, da Telebras.

Ao TELETIME, o diretor-geral da Viasat Brasil, Leandro Gaunszer, destacou o aumento na abrangência da cobertura da TGS após o novo acordo. "Hoje, qualquer acordo com players do Brasil teria cobertura parcial. A partir da nossa oferta, eles estarão aptos a oferecer serviços independente da localidade".

Notícias relacionadas

A expectativa é que os primeiros atendimentos pela parceria sejam ativados em breve; sob os termos, a TGS ficará responsável por etapas como atendimento e visitas técnicas do serviço junto a clientes.

"Nossa experiência será essencial na adaptação da solução da Viasat para fornecer serviços corporativos, B2B e backhaul de celular, além de ajudar a fomentar a adoção de aplicações comerciais críticas nas áreas mais difíceis de se conectar no Brasil", afirmou o diretor da unidade de satélites da Telefónica Global Solutions, Gustavo Arditti, em comunicado.

Estratégia

Já a Viasat não descarta que serviços de valor adicionado (SVA) entrem no escopo do acordo em um segundo momento. O relacionamento com novos clientes B2B também será relevante no planejamento estratégico da empresa para o segmento.

"Estamos evoluindo no B2B. Focamos muito no residencial [desde o lançamento dos serviços, em junho de 2020], e temos até clientes corporativos que acabam comprando esse serviço. Agora queremos fazer algumas adaptações no portfólio, que é diferente do residencial em termos de nível de serviço e atendimento. Esse é um primeiro passo", afirmou Gaunszer.

Além do SGDC-1, a Viasat planeja aumentar a sua rede no País com a constelação de satélites de próxima geração ViaSat-3. O primeiro dos três satélites, com cobertura para as Américas, está com lançamento previsto para o início de 2022 e fornecerá dados e velocidades mais altas no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.