Aguardando definições da Anatel, WiFi 6 será importante durante pandemia, diz Cisco

A Cisco espera que a Anatel defina as condições de uso do espectro de 6 GHz para o WiFi 6 permitir a utilização da conexão mais robusta justamente com o aumento da demanda por Internet durante a crise do coronavírus (covid-19). "É extremamente importante no momento da pandemia, mas também enquanto o Brasil vai na adoção do 5G. Isso vem em boa monta", afirmou o diretor de políticas públicas da Cisco do Brasil, Giuseppe Marrara, ao TELETIME durante evento online da fornecedora nesta terça-feira, 19.

Segundo Marrara, as questões técnicas de convivência com outros serviços legados, como backhauls de rádio em enlaces satelitais, seriam relativamente de fácil resolução. "A solução que recomendamos é a adoção de low power indoor [baixo consumo de energia em ambientes internos], nos quais o uso da faixa de 6 GHz não gera interferência nenhuma com backhauls ou uplinks de satélite", diz.

Notícias relacionadas

Para o uso externo, ele vê a adoção de técnicas de mitigação. "Nos Estados Unidos tem georreferenciamento das estações, aí você proíbe o WiFi 6 nesses locais. Mas, para indoor, não há impacto algum", afirma. 

Aprovação da Anatel

No início do mês, a Anatel aprovou a revisão do Regulamento sobre Equipamentos de Radiocomunicação de Radiação Restrita para incluir a possibilidade de uso das faixas de frequência destinadas aos equipamentos WiFi 6. entre 5.925 GHz a 7.125 GHz. O WiFi 6 é o nome "comercial" do padrão 802.11ax, que traz maior robustez do que os atuais padrões de frequência não licenciada do Wi-Fi comum, de 2,4 GHz e 5 GHz.

A Anatel ainda vai especificar até agosto deste ano as condições de uso da faixa. Giuseppe Marrara diz que espera que o modelo adotado pela Anatel seja o norte-americano, com blocos de 160 MHz que permitiriam "velocidades típicas de 1 Gbps". Porém, ele ressalta: a adoção do padrão no Brasil também vai depender da melhoria da capacidade de transporte de tráfego.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.