Pesquisa mostra que europeus querem integrar TV a redes sociais

As TVs deveriam ser integradas a redes sociais. Pelo menos esse é o desejo de boa parte dos consumidores europeus, segundo uma recente pesquisa encomendada pela Motorola sobre comportamento de consumo de vídeo. Foram entrevistadas 3,5 mil pessoas de 16 a 64 anos em cinco países da Europa (França, Alemanha, Reino Unido, Espanha e Suécia).
Segundo a pesquisa, 69% dos europeus se dizem frustrados em ter que buscar conteúdo de vídeo entre tantas opções disponíveis. O caminho para resolver o problema poderia ser a oferta de conteúdo personalizado ou através de recomendações de amigos e familiares na televisão. A pesquisa indica que 99% do grupo entre 16 e 44 anos participa de alguma rede social. Entre os entrevistados com idade entre 45 e 64 anos o percentual também é alto: 93%. Nada menos que 70% dos entrevistados responderam que gostariam de usar a TV para acessar redes socais. A pesquisa destaca que no grupo com idade entre 16 e 29 anos, 45% responderam que gostariam de sugerir conteúdos de vídeo para seus familiares e parentes através da TV.
Na média europeia, 62% dos entrevistados assistem à TV semanalmente. O Reino Unido é o país com o maior percentual: 72%. A pesquisa, contudo, notou um crescimento do acesso a vídeo em outros meios no Reino Unido: 52% dos entrevistados assistem a vídeos ao vivo na internet, 34% veem TV sob demanda; e 29% fazem downloads de vídeo na internet pelo menos uma vez por semana. A Suécia foi o único país dentre os pesquisados em que a TV não lidera a preferência dos usuários: 48% disseram assistir regularmente vídeos ao vivo pela internet contra apenas 28% que disseram assistir a TV ao vivo toda semana.

Notícias relacionadas
A pesquisa também abordou o tema de compartilhamento de conteúdo. Como era de se esperar, essa prática é mais comum entre os mais jovens. 87% dos entrevistados entre 16 e 29 anos disseram que compartilham conteúdos de vídeo regularmente através de diversos meios. O mesmo fazem 72% daqueles entre 30 e 44 anos, e 57% dos entrevistados entre 45 e 64 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.