Repasse integral do IGP-DI será inviável, apostam analistas

A campanha do ministro das Comunicações, Miro Teixeira, contra a correção de tarifas de telefonia fixa pelo IGP-DI pode acabar se transformando em um arrombamento de porta aberta. ?Não vale o desgaste?, comentou um analista do mercado financeiro, ?porque as empresas simplesmente não têm condições de mercado para aplicar um reajuste sequer de 20%?.
Nenhum dos profissionais ouvidos por TELETIME News nesta quarta-feira, 19, trabalha com a hipótese de um reajuste cheio pelo índice. A maioria usa em suas contas percentuais variáveis entre 10% e 15%. Na verdade, a idéia que prevalece é de que quanto maior o aumento das tarifas, maior deverá ser o provisionamento para devedores duvidosos, reduzindo a lucratividade das ações da companhia.
As operações no mercado de ações sofreriam mudanças mesmo que Miro Teixeira conseguisse negociar uma troca de indexador em negociações com as operadoras de telefonia fixa. Para o investidor, principalmente estrangeiro, segundo analistas, a intervenção do governo no setor é mal vista, porque reduz-se a capacidade de estimar receitas e potencial de valorização. Se a intervenção se confirmar, a tendência seria uma migração de investidores um pouco mais fortes para a telefonia celular.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.