Endereços IP de organismo internacional devem se esgotar até o final de janeiro

O número de endereços IP do IANA, organismo internacional que controla a distribuição dos mega-blocos IP no mundo, deve se esgotar até o final de janeiro. Quem faz o alerta é o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (Nic.br), instituição que gerencia e controla a atribuição dos números IP no mundo. Segundo a organização, devem sobrar apenas os estoques de endereços IP das entidades regionais, ou seja, Arin (América do Norte), Lacnic (América Latina), AfricNic (África), Apnic e RieNCC (Europa, Ásia e Oceania) e o Nic.br, do Brasil. Segundo o analista de projetos do Nic.br, Rodrigo Regis dos Santos, o estoque da África deve se encerrar já no final deste ano, enquanto o da América Latina e do Brasil devem durar cerca de dois anos.
Para o analista, que participou como palestrante de um painel na Campus Party sobre a importância do IPv6 para a continuidade da web, o crescimento da internet na África e a explosão por dispositivos móveis inteligentes, como smartphones, PDAs e tablets, foram os principais responsáveis pelo aumento significativo da demanda por endereços IP e seu conseqüente esgotamento. O novo protocolo IPv6 equivale a cerca de 5,6 x 10 (elevado a 28º potência) de endereços, número muito maior que os 4,294 bilhões de endereços possíveis do IPv4.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.