Governo Lula deve barrar privatização dos Correios

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-ministro Paulo Bernardo disse que uma das prioridades do governo Lula será barrar a privatização dos Correios. Segundo o coordenador do grupo de trabalho das comunicações, na próxima terça-feira, 22, haverá uma reunião com a equipe dos Correios para saber informações sobre a atual situação da estatal.

"Nós marcamos uma reunião com o pessoal dos Correios, para a próxima terça-feira. Não podemos decidir nada aqui, afinal, somos uma equipe de transição. Mas vamos recomendar a suspensão da privatização dos Correios", afirmou ex-ministro das Comunicações.

Ainda no atual governo Jair Bolsonaro, o Ministério das Comunicações (MCom) concluiu em abril deste ano uma consulta pública sobre a minuta do Contrato da Concessão do Serviço Postal Universal, ou seja, a privatização dos Correios. Segundo a pasta, a universalização dos serviços foi um dos principais temas abordados nas mais de 1.130 manifestações recebidas durante os 45 dias da tomada de subsídios na plataforma Participa Brasil.

Notícias relacionadas

O PL 591/2021, que propõe a privatização dos Correios, já esteve na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado por duas vezes. Relator do projeto de lei que autoriza a exploração privada de todos os serviços postais, o senador Márcio Bittar (PSL-AC) apresentou à comissão um parecer favorável ao projeto. O parecer não modifica qualquer item do substitutivo elaborado na Câmara pelo deputado federal Gil Cutrim (Republicanos-MA). O relator rejeitou as cinco emendas apresentadas pelo senador Angelo Coronel (PSD-BA).

EBC

Sobre outras estatais, Bernardo disse que também será observada a situação da EBC. "Nós vamos revogar a Portaria que unificou a TV Brasil e a NBR. Elas viraram uma única empresa e achamos que isso deve ser separado", afirmou.

Em abril de 2019, Portaria da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) unificou as atividades do canal NBR, que divulgava ações do Poder Executivo e da TV Brasil, canal criado em 2007 para ser a experiência de comunicação pública brasileira. Em maio deste ano, a Comissão de Ciência e Tecnologia (CCTCI) da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 110/2019, que susta a Portaria. O texto ainda não foi apreciado em Plenário.

1 COMENTÁRIO

  1. Por que não estou impressionado que esse partido quer não só manter o cabide mas como aumentar? Bom… taí… DEPOIS NÃO DIGA QUE NÃO AVISAMOS! E pior ainda foi ver que a nossa imprensa apoiou a volta desses!

Deixe um comentário para Paulo de Oliveira Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!