Satélites escapam da chuva de meteoros

A chuva dos meteoros Leonídios, ocorrida nesta terça, dia 17, parece não ter causado nenhum tipo de avaria à frota de mais de 600 satélites de comunicação que estão espalhados pela órbita da terra. O fenômeno teve uma intensidade abaixo da esperada e operadores, como a PanAmSat, anunciaram que não houve nenhuma dificuldade durante o seu decorrer. O número de meteoros vistos em uma hora, segundo a Força Aérea Americana, chegou a um pico de 180. Outros observadores relatam um índice de até dois mil meteoros por hora. Este número é, de qualquer forma, muito baixo se comparado com a última grande chuva de Leonídios, ocorrida na década de 60, quando se verificou um índice de até 150 mil meteoros/hora. A próxima dor de cabeça para a indústria de satélites, agora, é um pico de aproximação da Terra com o Sol que ocorrerá entre 1999 e 2000.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.