Telefônica começa programa que resultará em 900 demissões

Em reunião realizada no final da semana passada, a Telefônica/Vivo informou ao Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações no Estado de São Paulo (Sintetel-SP) uma "reorganização administrativa" que "envolve ajuste no quadro de colaboradores". De acordo o Sintetel, isso resultará em uma demissão de 900 funcionários devido à redução de aproximadamente 1,5 mil postos de trabalho, dos quais 600 por conta de fechamento de vagas abertas em todo o Brasil.

Em nota divulgada à imprensa nesta sexta, 18, a operadora confirma o início do plano e informa que o objetivo é "otimizar processos", "enfrentar os desafios atuais do mercado" e "dar continuidade ao processo de integração empresarial iniciado em 2011". Ainda de acordo com o comunicado, os termos foram negociados com os sindicatos dos estados envolvidos. "O programa prevê condições especiais alinhadas às melhores práticas do mercado", garante a empresa.

Segundo o Sintetel-SP, o pacote de benefícios, negociado por meio da Federação Nacional dos Trabalhadores em Telecomunicações (Fenattel), inclui: meio salário base por ano trabalhado; indenização de um a dez salários base; manutenção do plano de saúde por seis meses; serviço de apoio à transição de carreira; doação do aparelho celular funcional; e o comprometimento de não descontar os valores de vales refeição e alimentação no mês de desligamento.

Ainda de acordo com o sindicato, as negociações para o acordo coletivo 2013/2014 estão suspensas e só serão retomadas após o término do processo de reestruturação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.