TelComp quer saber em quanto tempo custos serão calculados com base em empresa ideal

Com apenas uma manifestação, a Anatel encerrou a audiência pública sobre a utilização dos modelos de custos para o cálculo das tarifas ou de preços de referência, conforme o caso. Depois da apresentação da Anatel e da consultoria que auxiliou a agência no trabalho, a Advisia, apenas a TelComp teve questionamentos sobre o assunto.

A preocupação da entidade é sobre o cronograma de migração de um modelo top-down para o modelo botton-up. Pelas regras colocadas em consulta pública, inicialmente os preços seriam determinados com base em um dos modelos top-down – que utiliza dados reais das empresas e, por isso, incorpora ineficiências intrínsecas à operação.

A partir de 2016, segundo a proposta em consulta pública, é que os preços vão começar a convergir para os valores calculados com base no modelo bottom-up. Este modelo parte de uma projeção de demanda com dados de uma empresa hipotética "ideal". Neste caso, os custos apurados seriam menores do que os apurados pelos modelos top-down.

A agência tem até o final do ano para definir os novos preços das tarifas de interconexão para redes fixas (TU-RL) e móveis (VU-M), que, de acordo com a regulamentação proposta, serão feitos utilizando o modelo top-down. No ano que vem e a vez de a tarifa de atacado da Exploração Industrial de Linha Dedicada (EILD) ter os preços de referência definidos dessa maneira.

A TelComp quer saber justamente o cronograma dessa migração. "Qual a expectativa em relação ao cronograma? A gente sabe que até 31 de dezembro a agência deve soltar os atos com relação a TU-RL e VU-M e ano que vem sai para EILD. Não sabemos se esses atos vão conter o caminho para ir de um modelo ao outro", questionou o gerente de assuntos regulatórios da TelComp, Luiz Alonso.

O superintendente de Competição da Anatel, Carlos Baigorri, explica que ainda serão avaliadas as diferentes formas de fazer essa convergência "acelerada ou não, em poucos anos ou não".

A TelComp pediu ainda uma dilação de 15 dias no prazo da consulta pública, que termina em 30 de outubro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.