TELETIME em destaque – O crowdsourcing e a regulamentação das telecomunicações

A atividade regulatória desempenhada pela Anatel no mercado de telecomunicações sempre foi fundamentada na coleta de informações cuja origem eram as próprias operadoras, que declaravam seus dados econômico-operacionais, o alcance de suas redes ou o licenciamento de suas estações. Com os anos, agregaram-se outros instrumentos, como pesquisas de satisfação e análise dos dados de reclamação.

Nos últimos anos a agência passou a trabalhar com a perspectiva de colher um conjunto de informações diretamente do uso dos aplicativos e redes de telecomunicações, num modelo conhecido como coleta por crowdsourcing, em que o próprio uso das redes de telecomunicações fornece os dados necessários para o direcionamento regulatório da agência.

Esse modelo promete transformar vários processos regulatórios da agência e fornecer informações mais precisas sobre onde, como e em que condições as redes são utilizadas, em aplicações reais.

Notícias relacionadas

Nesse podcast, Humberto Bruno Pontes Silva, chefe da assessoria técnica da Anatel, comenta sobre os potenciais e impactos da coleta de dados por crowdsourcing e de que maneira a agência de telecomunicações se prepara para ampliar o uso dessa tecnologia/metodologia de coleta de dados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.