Com mais fibra e velocidade, banda larga fixa volta a crescer

Foto: pixabay.com/Pexels.com

A banda larga fixa brasileira voltou a apresentar crescimento em maio, o quinto resultado positivo seguido, de acordo com dados divulgados pela Anatel nesta terça, 18. No total, eram 27,469 milhões de acessos no mês, um avanço de 0,60%. No comparativo anual, o crescimento é de 5,49%.

O destaque foi o crescimento da fibra, um avanço de 8,03% (166,6 mil adições líquidas) no mês e de 55,08% no ano. No total, a tecnologia conta com 2,240 milhões de acessos. O HFC cresceu 5,95% (total de 42,8 mil acessos) e o cabo, 0,08% (total de 8,653 milhões de conexões). A banda larga via satélite, por sua vez, avançou 3,70% e totalizou 73,9 mil acessos. No ano, o crescimento é de 7,46%. A maior base continua com a xDSL, que totalizou 13,302 milhões de linhas, praticamente estável (recuo de 0,01%) em relação a abril, mas com queda de 0,26% no ano.

Com o avanço do FTTx, há uma tendência também de aumento na velocidade. Isso é comprovado pelas faixas que a Anatel usa para segmentar o mercado: as que mais cresceram foram justamente as mais velozes. Entre 12 Mbps e 34 Mbps, o crescimento foi de 2,06% (ou 145,6 mil adições líquidas), total de 7,228 milhões de acessos. No recorte acima de 34 Mbps, o aumento foi de 3,09% (98,2 mil adições), total de 3,227 milhões de acessos. Comparado a maio do ano passado, essa banda larga mais veloz cresceu 94,25%.

A faixa de 2 Mbps a 12 Mbps também mostrou crescimento (0,57%), totalizando 9,605 milhões, a maior base no Brasil (34,97% do mercado). Por outro lado, as velocidades mais baixas continuaram a apresentar redução. A de até 512 Kbps caiu 4,50% (total de 883,3 mil); e a de 512 Kbps até 2 Mbps foi reduzida em 1,42% (total de 6,473 milhões de acessos). Confira a evolução das velocidades em um ano no gráfico abaixo.

Grupos econômicos

Mais uma vez, o grupo de pequenos provedores foi o que apresentou maior crescimento líquido no período, com 115,9 mil adições (3,54%) e total de 3,393 milhões de acessos. No ano, o aumento dos ISPs é de 34,21%.

A maior base no Brasil é do Grupo América Móvil (Claro, Embratel e Net), que totalizou 8,585 milhões de acessos, praticamente estável (crescimento de 0,06%) no mês e com avanço de 4,03% no ano. A Vivo aumentou 0,37% e totalizou 7,557 milhões de conexões em maio, o que representa também um crescimento de 1,89%. Já a Oi reduziu em 0,15% a base no mês, totalizando 6,415 milhões de linhas, mas ainda apresentando avanço de 0,70% no comparativo anual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.