Lucro da Ericsson sobe 26% no trimestre em relação a 2012

A Ericsson divulgou nesta quinta-feira, 18, seus resultados do segundo trimestre deste ano, mostrando um desempenho estável em relação a outros períodos. O lucro líquido da fabricante foi de 1,5 bilhão de coroas suecas (US$ 227,2 milhões), o que representa um aumento de 26% comparado com o mesmo momento de 2012 e o primeiro trimestre deste ano, períodos em que a empresa teve um ganho de 1,2 bilhão de coroas suecas.

O lucro de operações da Ericsson foi registrado em 2,5 bilhões de coroas suecas (US$ 378,7 milhões) incluindo a join-venture ST-Ericsson, formada com a STMicroelectronics para a produção de semicondutores e plataformas para dispositivos móveis. O valor mostrou um crescimento de 17% em relação ao trimestre anterior.

As vendas da empresa também tiveram um desempenho razoável no período. Foram 55,3 bilhões de coroas suecas (US$ 8,4 bilhões) no segundo trimestre contra 52 bilhões de coroas suecas do trimestre anterior, um crescimento tímido de 6%. Desse total, 28,1 bilhões de coroas suecas (US$ 4,2 bilhões) representam as vendas de redes, resultado idêntico ao do trimestre anterior. Os serviços globais da fabricante tiveram um crescimento de 16% em relação ao primeiro trimestre, responsáveis por 24,9 bilhões de coroas suecas (US$ 3,8 bilhões). As soluções de suporte tiveram uma pequena queda de 4% em relação ao primeiro trimestre, com 2,3 bilhões de coroas suecas (US$ 348,8 milhões), valor que, no entanto, registrou uma queda de 33% se comparado com as vendas do segundo trimestre de 2012. Essa queda anual é explicada principalmente porque a empresa deixou de investir na área multimídia baseada em IPX, que oferece serviços de mensagem e pagamento, por exemplo.

Regiões

As vendas da Ericsson continuam com um volume maior na América do Norte, como no primeiro trimestre. A região foi responsável por 15,3 bilhões de coroas suecas (US$ 2,3 bilhões), registrando um crescimento de 18% em relação ao mesmo período do ano passado.

A América Latina registrou 5,6 bilhões de coroas suecas (US$ 848,6 milhões) nas vendas, o maior crescimento (27%) em relação ao trimestre anterior entre as regiões, e um aumento em 3% comparado com 2012. O crescimento foi impulsionado por investimentos em qualidade das redes 3G e início da instalação de redes 4G.

A Índia é a região de maior perda e pior desempenho para a empresa, com 25% e 20% de queda em relação a 2012 e ao trimestre anterior, respectivamente. O resultado de 1,3 bilhão de coroas suecas (US$ 196,9 milhões) foi impulsionado pelos investimentos cautelosos das operadoras, devido ao desenvolvimento econômico fraco e incerteza em assuntos regulatórios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.