Ernesto Araújo mantém acusações à senadora Katia Abreu por tráfico de influência no 5G

No final de março, o ex-ministro das Relações Exteriores publicou em sua conta no twitter uma acusação contra a senadora Katia Abreu (MDB-TO), dizendo que a parlamentar tentou persuadi-lo a agir em favor da aprovação da tecnologia 5G no Brasil, e no seu depoimento na CPI da Pandemia nesta terça-feira, 18, ele manteve a acusação. A manifestação de Araújo foi feita poucos antes dele deixar o cargo. O fato foi publicamente desmentido pela senadora Katia Abreu.

Pela sua conta no twitter, Araújo disse que ouviu o pedido após um almoço com a parlamentar, ocorrido no começo do mês de março. Indagado pelo senador Angelo Coronel (PSD-BA), se gostaria de se retratar sobre o caso, aproveitando o seu depoimento na CPI da Pandemia, Ernesto Araújo disse que "em referência ao que disse sobre o comportamento da Senadora Katia Abreu, eu falei a verdade. E jamais me furtarei de dizer a verdade, obrigado".

Notícias relacionadas

A senadora respondeu novamente à acusação, dizendo que mais uma vez foi atacada de maneira caluniosa.

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) manifestou-se em defesa da colega parlamentar, dizendo que Araújo precisaria provar o crime de tráfico de influência, sob pena de ser acusado de crime de calúnia e injúria.

"Acho que devemos convocar todos os embaixadores que estavam presentes na reunião para uma acareação, para saber se realmente, é verdade a acusação de Ernesto Araújo contra a senadora Katia Abreu". Para não avançar na resposta, Araújo argumentou que a questão está na Justiça e será respondida oportunamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.