Coronavírus: ASIET propõe uso racional das redes e garantia de serviço na América Latina

Foto: Pixabay

A associação interamericana de empresas de telecomunicações – ASIET divulgou nesta quarta, 18, comunicado convocando as empresas da América Latina a garantir a qualidade de serviço diante do aumento de tráfego proporcionado pela crise do coronavírus (covid-19). Mas também convoca reguladores a flexibilizarem as regras e indicadores; e usuários a se adequarem a uma utilização mais "responsável" da Internet, sobretudo em horários comerciais

A ASIET faz um "chamado respeitoso" às agências regulatórias para realizarem uma revisão integral das regras de forma proativa, coordenada e diligente. A associação entende que, como medida transitória, indicadores de cumprimento obrigatório poderiam ser ajustados para a nova realidade de restrições sanitárias, sobretudo os índices que demandem atendimento presencial, via telefone e entregas físicas de informações.

Facilidades para o trabalho de manutenção e reparo das equipes de telecomunicações também estão entre as solicitações. A ideia é permitir que as atividades de campo possam ser feitas "sem contratempos ou obstruções nos casos em que se tenha feito restrição de circulação de pessoas ou atividades em áreas públicas". 

Às autoridades de comércio exterior, a associação pede que considerem prioritário manter aberta a cadeia de abastecimento de equipamentos, cartões e suprimentos necessários para sustentar o funcionamento da infraestrutura de rede.

Para usuários

A entidade aconselha a priorização do uso da rede para teletrabalho e educação a distância (EAD) em horário comercial, e recomenda as chamadas de telefone fixo como alternativa às chamadas em celular. Segundo ela, esta é uma recomendação de empresas em países mais afetados.

Segundo a ASIET, é necessário fazer um uso responsável da banda larga, direcionando os esforços para priorizar a demanda do trabalho remoto e da EAD. Entre as recomendações aos usuários estão: 

  • baixar apenas arquivos necessários e em horários não comerciais (à noite preferencialmente);
  • não enviar arquivos pesados; evitar envio de emails em massa; 
  • priorizar uso de ferramentas colaborativas sem vídeo; 
  • reservar o uso da rede para horários de menor tráfego; e 
  • desativar aplicações e fechar no navegador páginas da Web que estiverem em desuso.  

Dever conjunto

A ASIET diz que as operadoras latino-americanas estão conscientes de sua responsabilidade no contexto atual e trabalham para manter a conectividade e apoiar as necessidades da população. A entidade diz que há um esforço para combater a crise com iniciativas como facilidades e flexibilidades para o usuário, além de mitigar efeitos negativos na situação atual. Mas também afirma que o uso racional pode garantir a qualidade do serviço de forma sustentável em caso de o cenário atual se prolongar e intensificar. "Finalmente, queremos ressaltar que circunstâncias como as atuais reafirmam a importância de promover, de maneira conjunta, como dever ético, o fechamento da brecha digital", conclui, referindo-se à universalização do acesso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.