Vivo terá 16 usinas solares fornecidas pela Helexia

A Helexia Brasil foi a vencedora de um leilão de produção de energia distribuída realizado pela Telefônica (Vivo). O acordo deve englobar 16 centrais fotovoltaicas para atendimento de instalações da operadora em Rondônia, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo e Ceará.

Ao todo, 6.885 pontos (incluindo lojas e prédios) serão cobertos pela geração distribuída de energia. As usinas solares terão, em sua totalidade, uma capacidade instalada de 60 megawatts (MWp). A operação comercial de todas as centrais fotovoltaicas está prevista para fevereiro de 2022.

A energia produzida em cada central também poderá ser injetada no Sistema Interligado Nacional (SIN) e se transformará em créditos para a Vivo. A depender do estado, a operadora prevê uma economia de 30% com custos de energia. A concessão deve durar 20 anos.

O contrato é o primeiro firmado no Brasil pela Helexia, que tem origem francesa. Acionista da empresa, a também francesa Voltalia participou das negociações e atuará nas obras do parque solar.

Matriz

Como parte da estratégia de nova matriz energética da Vivo anunciada em 2020, mais de 70 usinas para disposição da empresa estão previstas em 23 estados de todas as regiões, além do Distrito Federal. Mais de 80% do consumo em baixa tensão da Vivo será fornecido por meio da iniciativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.