TIM: mudança de critérios explica queda nos acessos 3G

Após a notícia de que teria perdido 5,5 milhões de acessos 3G (soma de linhas WCDMA com a de terminais de dados) entre novembro e dezembro, a TIM informou nesta sexta-feira, 18, por meio de assessoria, que a redução foi por um novo método de medição. A operada diz que "realizou mudanças no cálculo de terminais 3G" neste último mês para enviar o relatório à Anatel. A modificação, diz a empresa, agora considera o último acesso do usuário para identificar a tecnologia utilizada.

Notícias relacionadas

"A operadora acredita que os critérios anteriormente utilizados eram muito abrangentes, por considerarem todos os usuários que se registravam na rede pelo menos uma vez nos últimos três meses a partir de um handset 3G", explica o comunicado da TIM. "Passou, então, a ser mais restritiva em sua apuração, considerando como WCDMA somente os acessos móveis cujo aparelho utilizado em sua última chamada, realizada ou recebida, seja da tecnologia 3G".

A empresa explica ainda que essa mudança de critérios foi detalhada à Anatel e que está à disposição da agência para mais esclarecimentos. Durante o segundo semestre de 2012, a Telefônica/Vivo passou por problema semelhante, que a levou a um enxugamento de sua base de usuários 3G após a adequação dos critérios para a contagem de acessos, conforme publicou TELETIME em dezembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.