Caixa operacional da Oi volta a ter geração negativa em outubro

Foto: Pixabay

Seguindo a tendência de últimos meses e mesmo a previsão feita pelo próprio presidente Rodrigo Abreu para 2022, a Oi observou mais queima de caixa em outubro. Os dados são do relatório mensal do administrador da recuperação judicial, o Escritório Arnoldo Wald, e foram divulgados nesta semana na Comissão de Valores Mobiliários.

A geração de caixa operacional da Oi foi negativa em R$ 136 milhões no mês, ainda mais do que o resultado de setembro. O motivou foi um fator que tem se repetido: a redução em recebimentos e pagamentos. Em outubro, foi de, respectivamente, de 12,1% – ou R$ 302 milhões -, total de R$ 2,203 bilhões; e de 11,57% – ou R$ 273 milhões, total R$ 2,086 bilhões.

Os investimentos no mês aumentaram para R$ 254 milhões. Na Oi Móvel, totalizou-se R$ 51 milhões, um avanço de R$ 38 milhões frente a setembro (veja mais abaixo). A Oi S.A. reverteu a queda e também aumentou (R$ 33 milhões), chegando a R$ 203 milhões em outubro

Notícias relacionadas

O saldo final do caixa caiu R$ 71 milhões e ficou em R$ 2,765 bilhões. Trata-se de uma redução de 2,5% frente ao mês anterior.

Setembro

Diferentemente do que trazia a versão original do texto, os resultados de setembro foram divulgados ainda em novembro. Naquele mês, a geração de caixa operacional líquida da Oi ficou negativa. Desta vez foi em R$ 36 milhões. Isso porque houve redução de 18% (R$ 551 milhões) em recebimentos, total de R$ 2,505 bilhões); e de 24,6% (R$ 771 milhões) em pagamentos, totalizando R$ 2,359 bilhões. 

Os investimentos da companhia foram cortados mais do que pela metade (52%) em setembro. A queda foi de R$ 198 milhões no comparativo com o mês imediatamente anterior, chegando ao patamar de R$ 183 milhões. Comprando por segmento, a Oi Móvel, cuja venda ainda aguarda aprovações regulatórias e de concorrência, reduziu R$ 70 milhões no período, ficando em R$ 13 milhões. Já a Oi S.A. observou queda de 43,1% no Capex, ficando em R$ 170 milhões no período. 

O saldo final do caixa financeiro da Oi encerrou setembro com R$ 2,836 bilhões, um aumento de 2,9%, ou R$ 80 milhões. Boa parte disso – R$ 62 milhões – foi devido ao recebimento da venda de imóveis. As operações financeiras tiveram uma entrada de caixa de R$ 54 milhões, devido a "aplicações financeiras dos recursos disponíveis em caixa", contra uma saída de caixa de R$ 405 milhões em agosto.

3 COMENTÁRIOS

Deixe um comentário para Bruno do Amaral Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.