Brasil chega a 169,7 milhões de linhas celulares

O mês de novembro registrou 169,7 milhões de assinaturas de telefonia celular no Brasil. De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o número é 1% maior do que o registrado no mês anterior e 15% maior do que o computado em novembro do ano passado.
A tecnologia 3G foi responsável por mais de oito milhões de acessos, sendo que os celulares corresponderam a 3,7 milhões de linhas e os modems USB para Internet em banda larga móvel responderam por 4,3 milhões.
Em relação à proporção de assinaturas por habitante (teledensidade), o País registrou 88,4 acessos por 100 habitantes. O Piauí, com 55,9 acessos por 100 pessoas, foi o estado com maior crescimento na teledensidade, registrando aumento de 1,58% em relação a outubro deste ano. Do período de janeiro a novembro deste ano, o Tocantins, com teledensidade de 74,31, teve o maior crescimento do País, com alta de 24%.

Notícias relacionadas
Ainda em relação aos primeiros 11 meses do ano, foram registrados 19,1 milhões de novas assinaturas de telefonia móvel. O resultado do período é o segundo melhor da série histórica, perdendo apenas para 2008, quando foram registrados 26 milhões de novas assinaturas.
Entre as operadoras, a que teve maior participação no mercado de celulares, com 29,5%, foi a Vivo, com 50,1 milhões de assinaturas. Em segundo lugar ficou a Claro, com 43,1 milhões de linhas vendidas e 25,4% de participação no setor, seguida pela TIM, com 40,3 milhões de assinaturas e 23,7% do mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.