Publicidade
Início Newsletter Cidades com 5G têm entre 30% e 40% da área urbana coberta,...

Cidades com 5G têm entre 30% e 40% da área urbana coberta, aponta Anatel

Foto: Aline Cardoso/Pexels

Em comparação com outros países, o Brasil avançou muito na implementação do 5G “puro”, ou Standalone, com os 267 municípios com o serviço disponível concentrando mais de 80% da população. Mas ainda não há cobertura total em todas essas regiões. Isso porque a cobertura da quinta geração de redes móveis alcança, em média, de 30% a 40% da área urbana das cidades com o 5G.

Os dados foram apresentados por Vinicius Caram, superintendente de outorga e recursos à prestação da Anatel, nesta terça-feira, 17, durante a 213ª Reunião do Conselho Consultivo da agência. “Nós temos em média de 30 a 40% de cobertura nesses [mais de] 250 municípios. Temos que avaliar pela mancha de cobertura”, explicou Caram.

“[Mas] é importante destacar que o País hoje é o estado da arte no que diz respeito a implantação do 5G standalone do mundo. Nós temos uma das maiores velocidades do mundo. Onde você tem um aparelho compatível em áreas de cobertura, você tem médias [de download] superiores a 300 Mbps”, disse o superintendente.

Notícias relacionadas

Mesmo com a média de velocidade considerada robusta, Caram admitiu que a agência tem conhecimento sobre os problemas de conectividade no Brasil, mencionando a ainda existência de cidades com redes 3G e 4G deficientes. “Mas o projeto da superintendência, o próprio PERT [Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações], o Fust [Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações] e outros avanços [como] redução de ICMS, permite a gente tapar esses gaps, como a complementação por satélite, por exemplo”, explicou.

Smartphones 5G no Brasil

O superintendente mencionou ainda a discussão que envolve a pasta econômica, MCTI e MCom sobre negociações para tentar trazer novos fabricantes ao Brasil, para certificar aparelhos no País e, até mesmo, implantar novas fábricas. O objetivo é aumentar a oferta de dispositivos compatíveis com o 5G por aqui. Vale lembrar que, em agosto, o Brasil fechou com 14,6 milhões de clientes na nova tecnologia móvel, segundo balanço da Anatel.

Hoje, o Brasil tem 146 modelos de celulares 5G certificados à venda nas lojas. “Uma demanda do Conselho é que a gente traga equipamentos que tem um custo menor do que U$ 200 para a população poder trocar seu aparelho 3G ou 4G para 5G. Nós já conseguimos isso. Nós temos aparelhos em lojas com custo menor que R$ 800, que é nossa meta inicial”, disse Caram.

Limpeza de espectro

Sobre a desocupação da faixa 3,5 GHz (essencial para a liberação do 5G em novos municípios), a avaliação da Anatel levada ao Conselho Consultivo da Anatel é que o processo segue “bem avançado”. 

Hoje, o País tem 2.024 municípios com o 5G liberado para que as operadoras possam instalar redes 5G. Mas esse número oficial deve saltar para 2.456 já nesta quarta, quando mais 432 cidades devem entrar na lista de liberação da faixa. Segundo a agência, o processo de mitigação de interferência, que envolve instalação de filtros em todas as estações profissionais de TV e rádio, já foi concluído.

Ao mesmo tempo, a Anatel informou que o processo de distribuição dos mais de 5,5 milhões de kits de antenas para pessoas inscritas no Cadastro Único segue em andamento. Segundo a agência, desde setembro, foram instalados 1.237.798 antenas, enquanto 208.025 já estão agendadas. A distribuição dos kits é organizada pela Siga Antenado (EAF), entidade sem fins lucrativos criada pela agência de telecomunicações para administrar compromissos do leilão do 5G.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile