TIM ativa 5G experimental em universidade de Campina Grande

Em parceria com o Virtus (Núcleo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia da Informação, Comunicação e Automação) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e com equipamentos da Nokia, a TIM ativou uma rede 5G experimental dentro do campus da instituição de ensino paraibana.

Desta forma, a cidade de Campina Grande se torna a terceira do País a receber o TIM 5G Living Lab, depois de Florianópolis e Santa Rita do Sapucaí (MG). Utilizando licença específica da Anatel e habilitado a partir da rede "real" (comercial) da operadora, o sinal 5G deve beneficiar projetos de pesquisa e desenvolvimento nas áreas de software e automação.

Segundo a TIM, competências na área de programação desenvolvidas no ambiente universitário "serão cada vez mais relevantes na formação dos profissionais" que atuarão com elementos importantes para o 5G, como o mobile edge computing (MEC). Atualmente, o Virtus e a Nokia já vem atuando em soluções na área de computação na borda e IoT, com foco em diferentes domínios de aplicação, como educação e segurança.

Entre as demonstrações 5G realizadas no laboratório da TIM estão o uso de realidade virtual para atendimento de fisioterapia, inspeções e levantamentos remotos através de drones, um modelo de casa conectada e uma retroescavadeira controlada por tablet a partir da rede de quinta geração.

Além do esforços ao lado da academia e centros de pesquisa, a TIM também tem planos de uma rede experimental 5G no espaço Cubo Itaú, em São Paulo, e da oferta de degustações da tecnologia em lojas selecionadas da operadora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.