Nelson Tanure e Hélio Costa lideram fundo que assumirá a Sercomtel

Vencedor do leilão pelo controle da operadora londrinense Sercomtel, o fundo de investimentos Bordeaux tem o investidor Nelson Tanure e o ex-ministro das Comunicações Hélio Costa liderando a transação.

Nesta quinta-feira, 17, a solenidade de assinatura do direito de preferência do Bordeaux na subscrição e integralização das ações da Sercomtel foi realizada. Além de Tanure e Costa, representantes da Prefeitura de Londrina (PR) e da estatal Copel (atuais acionistas da operadora) também estiveram presentes.

Segundo Costa, o Bordeaux está aguardando a homologação pela Anatel da transferência do controle e deve mandar representantes para Brasília na semana que vem a fim de realizar uma interlocução com a agência. O ex-ministro também afirmou esperar que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) não veja restrições no negócio.

Adicionalmente, Costa também afirmou que o Bordeaux observa o processo de venda da Copel Telecom, também em curso. "Nada impede que, estando a Copel Telecom colocada à venda, nós também nos interessemos".

Responsabilidade

Ministro das Comunicações entre 2005 e 2010, Hélio Costa relatou a entrada no processo de venda de controle da Sercomtel há seis meses, quando foi contactado pelo investidor Nelson Tanure para avaliar os ativos.

Com um longo histórico de investimentos que inclui um período de disputas acionárias pelo controle da Oi, Tanure afirmou que a assunção da operadora paranaense é uma "grande responsabilidade". O empresário disse ainda que entre os objetivos da nova Sercomtel está o de suportar o setor agropecuário da região.

Outro representante do fundo Bordeaux presente na solenidade foi o ex-CEO da Yahsat no Brasil, Márcio Tiago. O executivo sinalizou desejo de "criar um pólo de tecnologia a partir das telecomunicações, agregar outros serviços e expandir a Sercomtel para outras áreas". Tiago afirmou que se mudará para Londrina a fim de participar da nova gestão.

Conforme edital, o Bordeaux deve realizar um investimento mínimo de R$ 130 milhões na Sercomtel e manter a operação da empresa em Londrina. Após o aporte, o fundo deve reunir 97,4% do capital da operadora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.