RIM lança BlackBerry App World na América Latina

A loja de aplicativos da RIM BlackBerry App World, depois de ser lançada em abril para Canadá, EUA e Reino Unido, finalmente chega aos primeiros mercados da América Latina – Argentina, Brasil, Chile, México e Venezuela. A loja está disponível para download apenas nos idiomas inglês e espanhol e a previsão do gerente de inteligência de mercado da RIM, Adriano Lino, é de que a versão em português seja concluída até o final do ano. "Optamos por um lançamento gradual da loja nos diferentes mercados para poder testar e aprimorar os serviços, mas, mesmo sem uma versão em português, não podíamos deixar o Brasil de fora da primeira onda de lançamentos da América Latina", conta. A expansão para os demais países da região deve ser concluída também até o final de 2009.
Boutique
Lino estima em mais de 20 mil o número de aplicativos desenvolvidos para os diferentes modelos BlackBerry em todo o mundo. Mas apenas alguns estão dentro da loja da RIM. "Não restringimos o download dos aplicativos à App World, podem ser baixados diretamente dos sites dos desenvolvedores, mas a loja funciona como uma boutique, apenas as melhores aplicações, que aumentem e aperfeiçoem a experiência dos usuários, entram na nossa vitrine", explica.

Notícias relacionadas
Atualmente a App World conta com cerca de 2,5 mil aplicações, somando as pagas e as gratuitas, para download em todo o mundo. Inicialmente, as lojas da América Latina, incluindo o Brasil, terão acesso apenas às aplicações gratuitas. "Ainda precisamos fazer pequenos ajustes à legislação de cada país e ainda não fechamos um modelo de negócios para as aplicações pagas", explica Lino. Até então, o pagamento por uma aplicação nas App Worlds era feita apenas através da PayPal, mas o modelo pode não ser adotado na América Latina.
Todas as alternativas estão sendo analisada, segundo Lino. Desde a parceria com operadoras de cartão de crédito ou mesmo o débito na fatura do telefone.
Modelo de negócios
Vale destacar que o modelo de negócios adotado pela RIM, diferentemente do que fez a Apple, traz pra dentro do ecossistema da loja de aplicativos a operadora móvel. "Temos uma parceria muito forte com as operadoras e acreditamos que há espaço nesse segmentos para que todos ganhemos dinheiro, nós, os desenvolvedores e as operadoras", afirma Lino.
Além de da homologação dos aplicativos da App World levar em consideração os impactos na rede de cada operadora e os custos para os usuários finais, a RIM repassa parte das receitas da venda de aplicativos para seus parceiros. "No nosso modelo de revenue share, ficamos com 20% da receita da venda do aplicativo e os 80% restantes ficam com o desenvolvedor. E repassamos parte desses 20% para a operadora", revela o gerente de inteligência de mercado.
Essa proximidade com as operadoras facilitou a negociação para que todos os novos aparelhos BlackBerry já venham com o aplicativo instalado.
Conteúdo local
Embora as lojas tenham a mesma interface em todos os países, os aplicativos em detaques levam em consideração as nuances de cada país. No Brasil, destaque para parcerias com "O Globo" para notícias e entretenimento e com os provedor de conteúdo Terra e UOL.
White Lable
Nos EUA, o sucesso da loja da RIM chamou a atenção da Verizon, que encomendou à RIM o desenvolvimento de uma loja de aplicativos Withe Lable para ser usada com a marca da própria operadora. "Estamos desenvolvendo uma interface exclusiva para a Verizon, mas a base é a plataforma que criamos para a App World". Inicialmente, as aplicações serão apenas para aparelhos BlackBerry, que é a maior parte, segundo Lino, dos smartphones da Verizon, mas a inclusão de aplicações para outros aparelhos não está descartada.
Loja web
Desde o lançamento da BlackBerry App World, em abril, a RIM prepara o lançamento da versão web de sua loja de aplicativos. A versão beta da loja está disponível apenas para testes internos, mas Lino garante que o lançamento mundial será realizado em breve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.