Claro tem melhor performance no pré-pago desde 2015

Foto: geralt / Pixabay.com

O crescimento das receitas móveis da Claro durante o segundo trimestre de 2019 contou com contribuição do segmento pré-pago, destacou a América Móvil em teleconferência realizada nesta quarta-feira, 17. Entre abril e junho, a modalidade cresceu 3% em receita, apesar de 793 mil desconexões. Segundo a companhia, esse é o melhor resultado do pré-pago desde o segundo trimestre de 2015. Já o pós-pago cresceu 11,2% no segundo trimestre.

"Estamos crescendo também em pré-pago sobretudo porque temos um rede muito forte e porque fizemos muito investimento em capacidade. Não quero falar de competidores, mas temos uma rede com melhor capacidade e cobertura no pré-pago, por isso estamos crescendo", argumentou o CEO da América Móvil, Daniel Hajj. O executivo da controladora da Claro Brasil também afirmou que a empresa não está acirrando a guerra de preços no segmento pré-pago, como já sugerido por competidores. "Em alguns casos e pacotes [os competidores] são mais agressivos que nós em preços. Estive no Brasil há duas semanas e conferi que eles têm pacotes de 15 dias, e nós não temos", afirmou.

A Claro encerrou o segundo trimestre com 31,1 milhões de chips pré-pagos e 25,3 milhões, pós-pagos, totalizando 56,4 milhões de acessos móveis. Impulsionada sobretudo pela adição de 837 mil clientes pós entre abril e junho, a receita móvel da empresa cresceu 10,6%, para R$ 3,003 bilhões.

Vale ressaltar que o mercado de pré-pago também tem se mostrado competitivo na oferta de serviços de valor adicionado (SVA), incluindo over-the-top (OTTs) que não consomem a franquia principal ou são zero-rating.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.