TIM espera quadruplicar oferta de hotspots no País até final de 2015

Com foco inicial no offload de dados, a TIM anunciou nesta quarta-feira, 17, o plano de aumentar em 325% a quantidade de estabelecimentos com cobertura Wi-Fi no Brasil, alcançando 1,8 milhão de usuários da operadora. A companhia pretende chegar até o final do ano com 850 locais, contra 200 atualmente. Para tanto, ela conta com a parceria da especializada em plataforma de publicidade Enox On-Life Experience.

Notícias relacionadas
A TIM entra com a infraestrutura e equipamentos de acesso, enquanto a Enox chega com sua oferta de parcerias comerciais e de marketing com milhares de estabelecimentos comerciais, como bares, restaurantes e academias, oferecendo inclusive a possibilidade de acesso patrocinado. O gerente sênior de marketing da tele, Diogo Câmara, afirma que a ideia é oferecer conectividade para a navegação, embora considere depois fazer offload de voz. "Às vezes a cobertura indoor no local não é tão boa, então temos interesse, enquanto o estabelecimento tem a venda de publicidade. Para a TIM é uma plataforma, um ganha-ganha", disse ele a este noticiário.

Câmara explica, entretanto, que a parceria divulgada é apenas "um dos caminhos", e que a ideia é expandir para todo o País – atualmente, os cerca de 200 pontos com a Enox são concentrados no eixo Rio-São Paulo. O investimento não foi divulgado, mas a ideia é utilizar o próprio backbone de acesso da TIM no País, aproveitando a rede de fibra para acesso corporativo onde possível ou com rede alugada onde a empresa não puder contar com infraestrutura própria.

"Temos (infra) no Brasil inteiro, do Nordeste ao Sul, temos rede própria basicamente em todas as capitais, mas nem sempre com capilaridade para um estabelecimento específico. Se não conseguir, posso usar a banda larga local, contratando de terceiros", declara. Para tanto, utiliza solução própria para cambiar o tráfego para o Wi-Fi, que ele afirma proporcionar uma conexão "tão boa quanto rede própria". Segundo ele, mais de 70% dos acessos Wi-Fi da tele são com infraestrutura própria atualmente. A TIM tem ainda parceria com outras empresas, que também não foram divulgadas, mas Câmara cita uma rede de alimentação com mais de 80 lojas no País.

Passo além

O diretor de marketing não descarta uma eventual parceria semelhante para a estratégia de expandir as redes heterogêneas da operadora, utilizando small cells. "Sem dúvida, é um caminho que a gente pensa. Mas é uma tecnologia mais complexa do que o Wi-Fi, e este tipo de acesso atende ao interesse do estabelecimento e ao meu, enquanto a small cell é só da TIM. Teríamos de pagar pedágio, e a conta não fica barata", explica. Mas ele reitera: "Já estamos pensando em small cells".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.