Ex-presidente da Nokia é demitido da Microsoft

Ex-presidente da Nokia, Stephen Elop foi um dos maiores responsáveis pela negociação da venda da divisão de dispositivos móveis para a Microsoft em setembro de 2013 (e concluída em abril do ano passado), chegando, inclusive, a ser considerado candidato a sucessor do então-CEO da companhia do Windows, Steve Ballmer. No entanto, o jogo virou: a Microsoft anunciou nesta quarta-feira, 17, um processo de reestruturação da equipe de liderança sênior da empresa, o que inclui a saída de Elop e mais dois executivos "após um período de transição". Até então, ele estava à frente da divisão de dispositivos móveis e serviços do grupo.

Notícias relacionadas
A saída de Elop vem com a extinção do seu cargo. Isso porque a Microsoft quer unificar o futuro sistema operacional de computadores, tablets e smartphones, o Windows 10, trazendo esse espírito também para a estrutura organizacional da empresa. Assim, o quadro de liderança da companhia terá, além do CEO Satya Nadella, o vice-presidente executivo Terry Myerson para a divisão Windows e Devices Group (WDG), que focará no ecossistema da plataforma.

"Estamos alinhando os esforços de engenharia e capacidades para entregar nossa estratégia e, em particular, nossas ambições de três núcleos", disse Nadella em e-mail aos funcionários (divulgado pela própria Microsoft), citando as metas de "reinventar a produtividade e processos de negócios, construir uma plataforma inteligente de cloud e criar uma computação mais pessoal". Além do ex-Nokia, saíram também da Microsoft Kirill Tatarinov e Eric Rudder. Por sua vez, o diretor de insights da empresa, Mark Penn, decidiu "buscar outras oportunidades".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.