Eventual fusão Telemar/BrT seria barrada pelo governo

Fontes bem informadas não consideram absurda as especulações sobre uma eventual fusão entre Telemar e Brasil Telecom. Por trás desse movimento estaria a Telecom Italia. Explica-se: a Telecom Italia terá, em breve, a chance real de voltar em grande estilo ao controle da Brasil Telecom (falta apenas o sinal verde da Anatel sobre o cumprimento de metas da concessionária). Se fizer isso, a BrT ficaria impedida de prestar serviços móveis. Para resolver o impasse, os italianos proporiam aos acionistas da Telemar a troca da Oi pela participação que a Telecom Italia tem na BrT. Assim, duas fusões aconteceriam ao mesmo tempo: Oi e TIM de um lado e BrT e Telemar do outro. Até o momento, a Telecom Italia tem negado internamente essas negociações e nem há elementos concretos de que ela de fato esteja acontecendo. São especulações. Como resíduo dessa movimentação, o Opportunity venderia Telemig e Amazônia Celular para a Vivo ou para a Telecom Americas.

Negativa

O problema para esse mega-processo de consolidação viria do governo. Fonte bem situada no Planalto adverte que não há qualquer chance de concretização de um negócio envolvendo estas trocas que estão sendo cogitadas no mercado. "O governo não vai admitir jogadas que envolvam golpes no processo de competição do setor".

Notícias relacionadas
O comentário da fonte foi provocado pelos rumores, que chegaram ao governo, de que os controladores da Telemar e da Brasil Telecom estariam defendendo a criação de um "grupo nacional forte" no setor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.