Fabricantes e operadoras tomam medidas para conter o coronavírus em lojas e escritórios

Foto: Ismar Ingber/Divulgação

[Publicado no Mobile Time] As fabricantes de smartphones e operadoras de telefonia móvel 3G e 4G começam a tomar ações mais enérgicas em suas lojas e escritórios para evitar a proliferação do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil. A Apple foi a primeira a tomar uma decisão assertiva, após seguir a diretriz do CEO da companhia, Tim Cook.

"Fecharemos todas as lojas de varejo fora da China até o dia 27 de março. Nós estamos comprometidos em fornecer um serviço excepcional aos nossos clientes. Nossas lojas online estão abertas no www.apple.com, ou pelo aplicativo Apple Store, na App Store. Para serviços e suporte, os clientes podem visitar support.apple.com", disse Cook, em nota à imprensa da última sexta-feira, 13. "Em nossos escritórios no mundo todo, estamos adotando práticas de trabalho flexível. Isso significa que os membros da equipe devem trabalhar remotamente, se o trabalho permitir, e aqueles cujo trabalho exige que eles estejam presentes fisicamente devem seguir as orientações para maximizar a distância entre pessoas. A limpeza profunda e constante continuará em todos os locais. Em todos os nossos escritórios, estamos lançando novos exames e verificações de temperatura".

Notícias relacionadas

"Todos os nossos funcionários continuarão recebendo seus pagamentos normalmente. Expandimos nossas políticas de licenças para acomodar as circunstâncias de saúde pessoal ou familiar criadas pelo Covid-19 – incluindo a recuperação de doenças, o cuidado de um ente querido, a quarentena obrigatória ou os desafios de cuidar das crianças devido ao fechamento de escolas", completa trecho da carta que confirmou a reabertura em todas as lojas chinesas.

Mobile Time entrou em contato com a Apple brasileira e confirmou que a decisão está sendo replicada aqui no Brasil: suas duas lojas no País estão fechadas (uma fica no Rio de Janeiro e outra, em São Paulo). Sobre as parceiras revendedoras, A2YOU e iPlace, a companhia disse que deixa a critério de cada um. Controladora da A2YOU, a Fast Shop, informou que as lojas seguem abertas por enquanto. E os funcionários estão sendo orientados frequentemente sobre as prevenções da doença. Por sua vez, o Grupo Herval, que comanda a marca iPlace, não respondeu à reportagem até seu fechamento.

Multilaser

Além da Apple, a Multilaser é outra fabricante de smartphones com loja própria que está adotando medidas para combater o Covid-19. De acordo com a área de comunicação da empresa, as equipes do escritório e da loja estão em regime de home office revezado, com data indeterminada para voltar. As viagens foram canceladas e apenas reuniões regionais com poucas pessoas estão liberadas.

Operadoras

Pelo lado das operadoras, a Vivo ampliou o trabalho remoto, oferecerá o serviço de telemedicina do hospital Albert Einstein a seus funcionários e pediu para aqueles que voltaram do exterior fiquem em home office por 14 dias. Contudo, não há medidas para as lojas da operadora.

Por sua vez, a Oi informa que reduziu viagens e reuniões presenciais; cancelou eventos internos e participação em externos; estimulou o home office a partir da próxima semana; e suspendeu as atividades do Oi Futuro desde o sábado, 14.

Assim como seus competidores, a TIM também passou a adotar o home office, suspendeu viagens, cancelou presença em eventos, tomou medidas para não ter aglomeração de pessoas em elevadores, instalou álcool gel em seus prédios e criou protocolos para evacuação em locais com possível contato com o novo coronavírus. Mas não informou nada sobre suas lojas.

A Claro informou uma série de medidas para seus clientes, de modo a mantê-los conectados. Com relação a seus funcionários, a operadora informou que buscará reduzir ao máximo os deslocamentos e as visitas técnicas. "Apenas casos críticos de falha ou degradação dos serviços serão atendidos, e para isso contamos com a colaboração e compreensão de todos." A Nextel, controlada pela Claro, também anunciou medidas, incluindo aumento da velocidade após consumo da franquia.

Samsung foi procurada, mas não respondeu à redação até o fechamento da reportagem.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.