Telecom Italia prevê queda no EBTIDA, mas destaca desempenho da TIM Brasil

O conselho de administração da Telecom Italia se reuniu em Roma nesta quinta-feira, 17, para a apresentação dos resultados preliminares para 2018, quando o desempenho residencial e o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBTIDA) orgânico foram "menores do que o esperado" quando comparados a 2017. A companhia destaca, contudo, que a subsidiária brasileira – ou seja, a TIM Brasil – mostrou um desempenho "melhorado" e que levou o EBTIDA orgânico a aproximadamente 8,1 bilhões de euros. A dívida líquida financeira consolidada e ajustada deverá ficar por volta de 25,2 bilhões de euros, após um pagamento de 513 milhões de euros em outorgas.

Segundo a italiana, a tendência de receita orgânica do grupo foi confirmada, mas a empresa não divulgou qual o valor alcançado – essa informação só será divulgada em sua forma final no próximo dia 21 de fevereiro, quando a empresa lançar seu balanço financeiro do ano fiscal de 2018 (que terá também os números operacionais, ainda não revisados pelo auditor externo). Nessa mesma data, o plano industrial para o triênio 2019-2021 para o grupo, incluindo os investimentos previstos para o Brasil, deverá ser apresentado.

O conselho da Telecom Italia também discutiu o orçamento preliminar para 2019, já esperando que a unidade doméstica tenha reflexo das dinâmicas de mercado italiano no desempenho operacional de forma semelhante ao que aconteceu em 2018. A empresa espera que isso continue causando impacto das operações domésticas, especialmente durante o primeiro semestre do ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.