Interesse do consumidor paulistano por itens de telefonia diminui, mas valor gasto aumenta em 2012

O consumidor paulistano está menos interessado em comprar itens de telefonia e aparelhos celulares neste início de ano, conclui estudo trimestral do Programa de Administração do Varejo (Provar).

Levantamento divulgado nesta terça-feira, 17, pela entidade ligada à Fundação Instituto de Administração (FIA) revela que na comparação entre os três primeiros meses do ano passado e igual período deste ano há uma diferença negativa de 1,8 ponto percentual na intenção de compras dos paulistanos para itens de telefonia e celulares. Apenas 8% dos entrevistados declararam interesse em adquirir itens desta categoria.

A retração na intenção de compras é fruto do temor dos brasileiros de uma piora na economia global. Embora os consumidores estejam menos interessados em adquirir novos aparelhos, aqueles que declaram intenção de comprá-los esperam gastar até 44,9% a mais para ter os equipamentos.

De acordo com a pesquisa, o gasto médio com celulares e itens de telefonia deve alcançar R$ 396 entre janeiro e março. Em igual período do ano passado, o consumidor estava disposto a investir R$ 273 na aquisição de bens desta categoria.

Informática

A retração nas intenções de compra também afeta os bens de informática, com queda de 1,4 ponto percentual para os três primeiros meses de 2012. Ao estudo, 8,4% dos consumidores informaram ter intenção de comprar equipamentos enquadrados nesta categoria, que inclui tablets. Em 2011, os respondentes interessados em comprar estes equipamentos chegavam a 9,8% do total.

Com relação à quantia a ser gasta com itens de informática, houve retração de 8,5%, para R$ 1.330, enquanto no ano anterior o consumidor paulistano estava disposto a investir R$ 1.453 para adquirir estes bens.

Os resultados do estudo demonstram que as medidas macroeconômicas adotadas pelo Governo, em dezembro, conseguiram arrefecer a queda no consumo, mas são insuficientes para garantir escala semelhante à vista em 2011 para o comércio brasileiro.

Online

Medição da câmara E-bit, divulgada em conjunto com os dados do Provar, mostram que telefonia e informática estarão entre os itens mais frequentes na lista de compras pela Internet.

Aparelhos telefônicos e acessórios aparecem com 27% das intenções de compra online, enquanto computadores, tablets e outros equipamentos de informática possivelmente serão comprados por 31% dos entrevistados.

Responderam à pesquisa 500 consumidores da capital paulista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.