Embratel quer abrir capital e incorporar Embrapar

A Embratel pretende incorporar os pouco menos de 2% de ações em bolsa de sua holding Embratel Participações (Embrapar) para fins de simplificação societária. A implementação da operação está sujeita à abertura de capital da Embratel, conforme comunicado enviado na última terça-feira, 15, à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O conselho de administração está autorizado a solicitar à Anatel a anuência prévia para o prosseguimento da incorporação, que também será submetida a um estudo de viabilidade técnica e legal de uma consultoria externa. Em termos práticos, segundo informou a assessoria de comunicação da Embratel, o objetivo é 'fechar' a empresa Embrapar, que atualmente não possui mais função prática nenhuma.
Em 2006, a Telmex, que controla ambas as companhias, solicitou o fechamento do capital da Embrapar, porém o pedido foi negado pela Anatel.
A assessoria de comunicação informou também que a transação nada tem a ver com a possível aprovação do PL 29/2007, que deixaria a Embratel em condições legais de assumir o controle operacional da operadora NET.

Notícias relacionadas
Leia abaixo o comunicado:
"FATO RELEVANTE
EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. ("Embrapar ou a Companhia"), em cumprimento ao previsto no parágrafo 4º do artigo 157 da Lei n.º 6.404/76, e ao disposto na Instrução CVM n.º 358/02, vem informar a seus acionistas e ao mercado em geral que os membros do seu Conselho de Administração, em reunião realizada nesta data, após a apresentação e análise de estudos preliminares realizados pela companhia, autorizaram a administração da Companhia a dar seqüência aos estudos relacionados à análise da viabilidade do projeto de incorporação da Companhia por sua controlada, Empresa Brasileira de Telecomunicações S. A. – Embratel ("Embratel"), com a realização dos estudos e a elaboração de análises da viabilidade econômico – financeira definitivos, que comprovem a viabilidade do projeto e o interesse da Companhia em sua implementação. Para tal fim, na mesma reunião os membros do Conselho de Administração autorizaram a administração da Companhia a contratar serviços de consultoria financeira, legal e demais serviços que se façam necessários para avaliar a viabilidade da incorporação, bem como, se comprovada tal viabilidade, a contratar as avaliações necessárias para efetuar a incorporação, em estrito atendimento às disposições legais e regulamentares vigentes. Adicionalmente, os membros do Conselho de Administração autorizaram a administração da Companhia a apresentar o pedido de anuência prévia à Agência Nacional de Telecomunicações – ANATEL. A implementação da operação ficará sujeita à abertura do capital da Embratel. Neste sentido, foi autorizada a Diretoria da Companhia a adotar os procedimentos necessários junto à Embratel no sentido de dar início aos estudos e análises a respeito dos procedimentos exigidos para a abertura de seu capital e para a implementação da incorporação da Companhia, nos termos da legislação em vigor. A apresentação do pedido de abertura de capital da Embratel somente deverá ser formalizada à Comissão de Valores Mobiliários ("CVM") uma vez concluídas as análises que comprovem a viabilidade do projeto e a obtenção da anuência prévia da ANATEL. Tão logo os estudos e demais medidas preparatórias da incorporação estejam finalizados, os respectivos termos e condições serão encaminhados à apreciação dos órgãos competentes da Companhia, notadamente, o Conselho de Administração e a Assembleia Geral de Acionistas, e prontamente divulgados ao mercado.
Rio de Janeiro, 15 de dezembro de 2009.
EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A.
ISAAC BERENSZTEJN
DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES"

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.