Telefônica estima 1,3 milhão de clientes de banda larga popular em dois anos

A Telefônica calcula que a banda larga popular – serviço criado com a isenção de ICMS no Estado de São Paulo – terá um mercado inicial estimado em 1,3 milhão de clientes, que são aqueles usuários do acesso dial-up da operadora. A expectativa de Fábio Bruggioni, diretor-executivo do segmento residencial da companhia, é que em até dois anos "a maioria" desses usuários deverá ter migrado para o novo serviço. Dessa forma, o serviço de acesso discado da Telefônica poderá ser subistituído pela banda larga popular. O executivo explica que o serviço está disponível apenas àqueles que já são clientes da Telefônica e lembra que os planos de telefonia fixa começam em R$ 9,90. O acesso discado oferecido pela Telefônica custa entre R$ 25 e R$ 28, segundo Bruggioni. O executivo destaca que pelo mesmo preço ou menor, os clientes terão uma velocidade entre quatro e cinco vezes maior. A banda larga popular, regulamentada pelo decreto assinado na última quinta-feira, 15, pelo governador José Serra, cria o serviço com velocidade de 200 kbps por R$ 29,80 com modem e provedor inclusos. A Telefônica vai oferecer um pacote de 250 kbps por esse valor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.