Oi volta a ter geração de caixa negativa, mas investimentos batem recorde na RJ

A Oi voltou a ter uma geração de caixa operacional líquida negativa em julho. Segundo informações divulgadas nesta segunda-feira, 16, pelo administrador da recuperação judicial, o Escritório de Advocacia Arnoldo Wald, houve registro negativo de R$ 540 milhões no mês. Trata-se de um aumento de mais de três vezes em relação ao registrado em junho, quando obteve geração negativa de R$ 177 milhões. A administração da operadora diz que o resultado está "em linha com o fluxo previsto" no plano da RJ.

Por outro lado, a empresa registrou no mês o recorde de investimento desde o início da RJ: R$ 702 milhões, um aumento de 29% em relação a junho. O Capex da Telemar foi de R$ 245 milhões (aumento de R$ 39 milhões); enquanto da Oi Móvel foi de R$ 374 milhões (avanço de R$ 90 milhões); e da Oi S.A. totalizou R$ 83 milhões (aumento de R$ 54 milhões). A administração afirma que esse resultado também está "dentro do plano estratégico de aceleração dos investimentos da companhia, principalmente em fibra ótica e de ampliação da rede móvel". 

O grupo ainda teve aumento de R$ 259 milhões em recebimentos, totalizando R$ 2,369 bilhões no mês. A rubrica clientes mostrou aumento de R$ 120 milhões, totalizando R$ 1,616 bilhão – segundo a Oi, por conta do maior número de dias úteis (23, contra 20 em junho). Os recebimentos em serviços de uso de rede tiveram alta de R$ 38 milhões e chegaram a R$ 43 milhões. 

Em pagamentos, houve avanço de R$ 464 milhões, totalizando R$ 2,207 bilhões. A companhia diz que a principal responsável pela maior saída de caixa foi por conta dos pagamentos a fornecedores de materiais/serviços – esse segmento cresceu R$ 528 milhões em relação a junho e totalizou R$ 1,640 bilhão. Isso aconteceu por aumento de pagamentos de interconexão entre as empresas da RJ, elevação de comissão intercompany para a Paggo Lojas por vendas realizadas dos serviços fixo e móvel, e pagamento de aluguéis com vencimentos em 29 e 30 de junho. 

Vale destacar, entretanto, que a empresa gastou menos com tributos no mês. Foram R$ 23 milhões a menos, totalizando R$ 478 milhões. Em depósitos judiciais, houve maior entrada de caixa, passando de R$ 32 milhões em junho para R$ 71 milhões em julho.

Assim, o saldo final do caixa financeiro foi de R$ 3,621 bilhões, uma queda de R$ 524 milhões, ou 12,6%. Essa redução, diz a Oi, está relacionada principalmente com o plano estratégico com aceleração de investimentos em fibra e na móvel (4G e 4,5G), aliado às menores receitas com redução de tráfego de voz, recuo de tarifas de interconexão VU-M e de ligações fixo-móvel, além do "baixo desempenho econômico do país". Por outro lado, um crescimento da receita de dados móveis, do FTTH residencial e do TI corporativo compensou parcialmente a redução. 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.